sicnot

Perfil

País

Português detido pela polícia brasileira em reserva indígena no norte do país

Um português de 62 anos foi detido pela Polícia Federal brasileira numa reserva indígena no interior do estado do Acre, em cumprimento de um mandado da justiça, divulgou hoje a imprensa brasileira.

De acordo com o portal de notícias G1, o cidadão português foi detido na quarta-feira na base Xinane, na Terra Indígena Isolados do Rio Envira, na fronteira entre os municípios de Jordão e Feijó, no interior do Acre, em cumprimento de um mandado da justiça do mesmo estado.

O cidadão português foi encaminhado para a cadeia Manoel Neri, na cidade de Cruzeiro do Sul.

A Polícia Federal brasileira (PF) referiu que funcionários da Fundação Nacional do Índio (Funai) informaram a polícia após os índios comunicarem que viram um caçador com uma arma de fogo na região.

A polícia não especificou por qual crime o português era procurado pela justiça do Acre.

"A Funai entrou em contacto connosco pela parte da manhã (quarta-feira). Os índios foram ver quem era, a pessoa identificou-se e, como tem uns funcionários permanentes na base, pegaram os dados e entraram em contacto com a PF", explicou o delegado Fabrício Santos.

O delegado sublinhou ainda que o português tem um processo por tráfico de droga no Ceará.

O cidadão português já havia sido preso pela Polícia Federal em 2011, quando um grupo armado peruano tentava invadir a região onde vivem indígenas isolados do Acre.

O homem foi novamente detido em março último, na mesma região, e foi extraditado para o Peru, mas regressou ao Acre em agosto.

Na época, o Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar do Acre (BOPE) e Polícia Federal foram acionados para proteger o local dos possíveis invasores.

Lusa