sicnot

Perfil

País

Açores vai hoje a votos

Mais de 228 mil eleitores são hoje chamados a votar para escolher os 57 deputados da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores para os próximos quatro anos. As 269 secções de voto para as eleições legislativas regionais dos Açores abriram hoje às 08:00 e vão encerrar às 19:00 locais (mais uma hora em Lisboa).

Um total de 228.160 eleitores, mais 3.033 do que no sufrágio de 2012, estão inscritos para escolher os 57 deputados da Assembleia Legislativa Regional.

Concorrem às eleições 13 forças políticas: PSD, PSD, CDS-PP, BE, CDU, PPM, Livre, PAN, PCTP/MRPP, PURP, MAS, MPT e PDR.

De acordo com os resultados das eleições legislativas regionais, o Representante da República nomeia depois o presidente do Governo Regional que, por sua vez, propõe os membros do executivo.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje bom tempo nas nove ilhas dos Açores.

"Em todas as ilhas estamos a prever abertas, portanto bom tempo, sem precipitação e em relação ao vento nordeste, bonançoso a moderado, portanto nada com grande intensidade", disse na sexta-feira a meteorologista Elsa Vieira da delegação do IPMA nos Açores.

À agência Lusa, o delegado da Comissão Nacional de Eleições nos Açores, José Vicente, afirmou que o ato eleitoral "está a decorrer com toda a normalidade".

"Não me foi reportado, até ao momento [08:20 locais], qualquer incidente", declarou José Vicente.

O diretor regional de Organização e Administração Pública dos Açores, Victor Santos, acrescentou também não ter conhecimento de qualquer incidente na abertura das urnas.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.