sicnot

Perfil

País

Marcelo defende na Suíça aumento das trocas bilaterais e do investimento

© Lusa

O Presidente da República afirmou hoje em Berna que a economia portuguesa "abre portas à iniciativa dos empresários estrangeiros" e defendeu que é tempo de Portugal e a Suíça aumentarem as trocas comerciais e o investimento.

Marcelo Rebelo de Sousa falava nos Passos Perdidos do Parlamento federal suíço, num discurso em que alternou entre o alemão, o francês e o italiano, feito perante o Presidente da Suíça, Johann N. Schneider-Ammann, e outros membros do Conselho Federal deste país.

O chefe de Estado apresentou Portugal como "uma nação moderna e estável, uma economia aberta, dotada de excelentes infraestruturas, um Estado-membro da União Europeia, da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) e da Comunidade Ibero-Americana".

Portugal tem "muito boas relações" com a Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), acrescentou Marcelo Rebelo de Sousa, concluindo: "Em suma, é um país que abre portas à iniciativa dos empresários estrangeiros".

"É pois tempo de nos empenharmos no incremento dos fluxos comerciais e de investimento entre os nossos dois países e de colocar o nosso relacionamento económico e empresarial ao nível da excelência que caracteriza as nossas relações políticas", defendeu

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.