sicnot

Perfil

País

PS e PSD perdem mandatos para CDS e BE, abstenção recorde no Açores

PS e PSD perdem mandatos para CDS e BE, abstenção recorde no Açores

O PS conquistou este domingo nova maioria absoluta ao eleger 30 dos 57 deputados do parlamento regional dos Açores, mas teve menos votos e menos um deputado do que há quatro anos, numas eleições históricas pelo recorde da abstenção.

A abstenção atingiu o seu valor mais elevado neste tipo de sufrágio - 59,16% -, sendo o concelho da Lagoa, na ilha de São Miguel, aquele em que esta taxa foi maior: 66,80%.

O PSD também perdeu um deputado, conseguindo 19 mandatos.

O BE e o CDS-PP foram outros vencedores da noite eleitoral, ao elegerem mais deputados, totalizando dois e quatro, respetivamente.

A noite eleitoral ficou ainda marcada pela não reeleição do comunista Aníbal Pires, que, contudo, viu ser eleito pelas Flores um deputado, o que não acontecia há 16 anos neste círculo eleitoral. O PCP-PEV conseguiu assim um mandato.

Por outro lado, regista-se a aposta não conseguida da líder nacional do CDS-PP de fazer eleger a cabeça de lista pelo círculo de São Miguel, Ana Afonso, apesar de Assunção Cristas ter dedicado parte da campanha nesta ilha.

O PPM, por seu turno, manteve o deputado na Assembleia Legislativa Regional, com Paulo Estêvão a ver o retorno do seu trabalho parlamentar ao ser reeleito pelo círculo do Corvo.

Partidos como o MAS- Movimento Alternativa Socialista, o Partido Democrático Republicano (PDR), o PURP - Partido Unido dos Reformados e Pensionistas e o Livre, estreantes nestas eleições regionais, obtiveram resultados residuais.

O PAN - Pessoas-Animais-Natureza, o Partido da Terra (MPT) e o PCTP-MRPP, repetentes neste sufrágio, também não conseguiram eleger um representante.

O parlamento regional mantém-se assim com as mesmas forças políticas representadas nesta legislatura: PS, PSD, CDS-PP, BE, PPM e PCP.

Com Lusa

  • "A vitória de Bruno de Carvalho pode ser uma vitória de Pirro"
    1:01
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    As eleições para a presidência do Sporting realizam-se no próximo sábado e os comentadores d'O Dia Seguinte avaliaram já as hipóteses de vitória dos candidatos. Rui Gomes da Silva considera que a gravação que implicava José Maria Ricciardi não vai influenciar a decisão de voto. Já Paulo Farinha Alves acredita que Bruno de Carvalho vai vencer a eleição. Contudo José Guilherme Aguiar avisa as eleições podem não trazer estabilidade ao Sporting.

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • SIC revela relatório que provava falência do GES
    2:06
  • Sócrates acusa Cavaco de conspiração
    0:57
  • Bastidores do sambódromo: um espétaculo à parte
    3:22
  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22
  • Como a maioria de Esquerda gere as votações
    2:15

    País

    A gestão entre os partidos é feita diariamente mas nem sempre PCP e Bloco de Esquerda têm votado ao lado do Governo. A SIC ouviu um politólogo, que diz que o objetivo é cada um salientar as diferenças que os separam do PS. No entanto, também há exemplos que provam que nenhum dos partidos quer pôr em causa a estabilidade política.