sicnot

Perfil

País

PS e PSD perdem mandatos para CDS e BE, abstenção recorde no Açores

PS e PSD perdem mandatos para CDS e BE, abstenção recorde no Açores

O PS conquistou este domingo nova maioria absoluta ao eleger 30 dos 57 deputados do parlamento regional dos Açores, mas teve menos votos e menos um deputado do que há quatro anos, numas eleições históricas pelo recorde da abstenção.

A abstenção atingiu o seu valor mais elevado neste tipo de sufrágio - 59,16% -, sendo o concelho da Lagoa, na ilha de São Miguel, aquele em que esta taxa foi maior: 66,80%.

O PSD também perdeu um deputado, conseguindo 19 mandatos.

O BE e o CDS-PP foram outros vencedores da noite eleitoral, ao elegerem mais deputados, totalizando dois e quatro, respetivamente.

A noite eleitoral ficou ainda marcada pela não reeleição do comunista Aníbal Pires, que, contudo, viu ser eleito pelas Flores um deputado, o que não acontecia há 16 anos neste círculo eleitoral. O PCP-PEV conseguiu assim um mandato.

Por outro lado, regista-se a aposta não conseguida da líder nacional do CDS-PP de fazer eleger a cabeça de lista pelo círculo de São Miguel, Ana Afonso, apesar de Assunção Cristas ter dedicado parte da campanha nesta ilha.

O PPM, por seu turno, manteve o deputado na Assembleia Legislativa Regional, com Paulo Estêvão a ver o retorno do seu trabalho parlamentar ao ser reeleito pelo círculo do Corvo.

Partidos como o MAS- Movimento Alternativa Socialista, o Partido Democrático Republicano (PDR), o PURP - Partido Unido dos Reformados e Pensionistas e o Livre, estreantes nestas eleições regionais, obtiveram resultados residuais.

O PAN - Pessoas-Animais-Natureza, o Partido da Terra (MPT) e o PCTP-MRPP, repetentes neste sufrágio, também não conseguiram eleger um representante.

O parlamento regional mantém-se assim com as mesmas forças políticas representadas nesta legislatura: PS, PSD, CDS-PP, BE, PPM e PCP.

Com Lusa

  • Incêndio em Lisboa faz um ferido
    4:13

    País

    Um incêndio de grandes dimensões deflagrou esta segunda-feira numa loja, na Avenida de Berlim, em Lisboa. O repórter André Palma esteve no local, onde ouviu o comandante dos Sapadores Bombeiros de Lisboa. Pedro Patricio confirmou que foi assistida uma pessoa por inalação de fumos e, por questões de segurança, os veículos estacionados perto do local foram retirados, assim como foi pedido às pessoas dos prédios à volta que saíssem por causa do fumo. O incêndio foi dominado.

  • "Rui Rio avisou que vinha para partir loiça dentro do PSD"
    3:00
  • Hugo Soares não deverá continuar como líder parlamentar do PSD
    3:17

    País

    Rui Rio não deverá manter Hugo Soares na liderança parlamentar do PSD. Fonte próxima do novo presidente social-democrata diz à SIC que dificilmente o líder da bancada poderá continuar no cargo. Aumenta a pressão para que Hugo Soares ponha o lugar à disposição e já começam a surgir nomes para o substituir.

  • Suspeita de militantes fantasma no PSD
    4:22

    País

    Perante a suspeita de militantes fantasma e de caciquismo, Salvador Malheiro, diretor de campanha de Rui Rio, diz que o ato eleitoral foi devidamente fiscalizado. Uma investigação do jornal Expresso encontrou oito filiados numa morada que não existe e 17 militantes com morada numa casa onde vivem nove pessoas e nenhuma é do PSD. A associação cívica Transparência e Integridade fala num vazio legal e em falta de regulamentação.

  • Cristiano Ronaldo está insatisfeito com o salário e pode sair do Real Madrid
    2:38