sicnot

Perfil

País

PS e PSD perdem mandatos para CDS e BE, abstenção recorde no Açores

PS e PSD perdem mandatos para CDS e BE, abstenção recorde no Açores

O PS conquistou este domingo nova maioria absoluta ao eleger 30 dos 57 deputados do parlamento regional dos Açores, mas teve menos votos e menos um deputado do que há quatro anos, numas eleições históricas pelo recorde da abstenção.

A abstenção atingiu o seu valor mais elevado neste tipo de sufrágio - 59,16% -, sendo o concelho da Lagoa, na ilha de São Miguel, aquele em que esta taxa foi maior: 66,80%.

O PSD também perdeu um deputado, conseguindo 19 mandatos.

O BE e o CDS-PP foram outros vencedores da noite eleitoral, ao elegerem mais deputados, totalizando dois e quatro, respetivamente.

A noite eleitoral ficou ainda marcada pela não reeleição do comunista Aníbal Pires, que, contudo, viu ser eleito pelas Flores um deputado, o que não acontecia há 16 anos neste círculo eleitoral. O PCP-PEV conseguiu assim um mandato.

Por outro lado, regista-se a aposta não conseguida da líder nacional do CDS-PP de fazer eleger a cabeça de lista pelo círculo de São Miguel, Ana Afonso, apesar de Assunção Cristas ter dedicado parte da campanha nesta ilha.

O PPM, por seu turno, manteve o deputado na Assembleia Legislativa Regional, com Paulo Estêvão a ver o retorno do seu trabalho parlamentar ao ser reeleito pelo círculo do Corvo.

Partidos como o MAS- Movimento Alternativa Socialista, o Partido Democrático Republicano (PDR), o PURP - Partido Unido dos Reformados e Pensionistas e o Livre, estreantes nestas eleições regionais, obtiveram resultados residuais.

O PAN - Pessoas-Animais-Natureza, o Partido da Terra (MPT) e o PCTP-MRPP, repetentes neste sufrágio, também não conseguiram eleger um representante.

O parlamento regional mantém-se assim com as mesmas forças políticas representadas nesta legislatura: PS, PSD, CDS-PP, BE, PPM e PCP.

Com Lusa

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.