sicnot

Perfil

País

Jardim defende Estado federado para Portugal

O ex-presidente do Governo Regional da Madeira Alberto João Jardim defendeu esta terça-feira, no Funchal, a revisão da Constituição da República e a implantação de um Estado federado em Portugal para o país sair da macrocefalia de Lisboa.

"Eu sou um federalista, não apenas em relação aos arquipélagos, mas sou federalista em relação a todo o país", disse, num encontro da Tertúlia do Clube do Ateneu do Conselho de Cultura da Universidade da Madeira, que incidiu sobre o tema "Autonomias: Que caminhos?".

Para Alberto João Jardim, que foi presidente do Governo Regional durante quase 40 anos, "o federalismo será uma maneira de sair daquilo que o país tem vivido que é sempre uma Lisboa macrocéfala".

"E quando me vêm dizer que Portugal é muito pequeno para ser um Estado federado, eu digo que a Suíça é mais pequena do que nós e o modelo confederado provou e deu resultado na Suíça", salientou.

O ex-governante admitiu haver hoje menos autonomia devido às políticas de austeridade da União Europeia.

"Temos menos autonomia hoje, não apenas em Portugal, mas em toda a Europa estas políticas de austeridade levaram a um maior centralismo do Estado, portanto, a autonomia está, assim por dizer, mais constrangida", observou.

  • Samaris suspenso por três jogos

    Desporto

    O internacional grego do Benfica Samaris foi castigado com três jogos de suspensão pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, após ter sido instaurado um auto de flagrante delito por parte da Comissão de Instrutores.

    Em atualização

  • Costa de Metro de Odivelas para Lisboa para relembrar corrida entre burro e Ferrari
    2:55

    Autárquicas 2017

    António Costa começou hoje o dia de campanha em Odivelas, para uma viagem de Metro até Lisboa, em que recordou a célebre corrida entre um burro e um Ferrari que protagonizou em 1993 quando foi canditado do PS à Câmara de Loures. Foi nesta cidade, onde ontem à noite, que desferiu um violento ataque a Pedro Passos Coelho, acusando-o de transformar o PSD num partido que não é digno de um Estado democrático.

  • O aeroporto de Beja, um "elefante branco" na planície alentejana
    4:33
  • Paciente há 15 anos em estado vegetativo consegue seguir objetos e mexer a cabeça

    Mundo

    Um homem de 35 anos, que ficou em estado vegetativo após um acidente de viação há 15 anos, deu sinais de consciência depois de lhe ter sido aplicada uma nova técnica de estimulação nervosa. Cirurgiões implantaram no paciente um pequeno aparelho que estimula o nervo vago, responsável pela ligação nervosa entre o cérebro e o resto do corpo. A intervenção aconteceu em França e a descoberta foi publicada na revista científica Current Biology.