sicnot

Perfil

País

Corpo de homem desaparecido em Idanha-a-Nova encontrado em albufeira

A equipa de mergulhadores dos Bombeiros de Idanha-a-Nova encontrou o corpo de um homem que se encontrava desaparecido desde sexta-feira, na barragem Marechal Carmona, disse esta quarta-feira à agência Lusa fonte da GNR.

Fonte do Comando Territorial da GNR de Castelo Branco adiantou que o corpo do homem, de 31 anos, de nacionalidade polaca, foi encontrado na terça-feira, na barragem Marechal Carmona, em Idanha-a-Nova, distrito de Castelo Branco, por uma equipa de mergulhadores dos bombeiros locais.

"O alerta para o desaparecimento foi dado por alguém que sabia que ele estava lá [em Idanha-a-Nova]. Terá desaparecido depois de sexta-feira e, embora tenham encontrado os pertences dele, estranharam a ausência. Foi feita a comunicação e nós [GNR] encetámos diligências", explicou a GNR.

Os militares iniciaram buscas pelas margens da albufeira que acabaram por não dar qualquer resultado, pelo que solicitaram o apoio aos bombeiros de Idanha-a-Nova, cuja equipa de mergulhadores acabou por encontrar o corpo do homem.

Presume-se que o homem tenha participado no Boom Festival e tenha depois ficado pela zona de Idanha-a-Nova.

A GNR disse ainda que não há indício de crime e adiantou que o corpo foi transferido para o Gabinete Médico-Legal de Castelo Branco.

A embaixada da Polónia também já foi contactada.

Lusa

  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

  • Inspetores do SEF cansados das promessas do Governo
    1:00

    País

    O sindicato do SEF garante que a segurança contra o terrorismo vai ser assegurada na greve de quinta-feira e sexta-feira nos aeroportos. Acácio Pereira, do sindicato, diz que os inspetores são quase escravos e que estão fartos das promessas do Governo. A greve deverá afetar cerca de 30 mil pessoas. 

  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".