sicnot

Perfil

País

Marcelo e Costa juntos no primeiro Dia da Restauração após a reposição do feriado

ANT\303\223NIO COTRIM

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, António Costa, discursam na quinta-feira na comemoração oficial do Dia da Restauração, em Lisboa, a primeira desde que o feriado do 1º Dezembro foi reposto.

A cerimónia presidida por Marcelo Rebelo de Sousa tem início às 10:00 na Praça dos Restauradores, em Lisboa, e é promovida e organizada pela Sociedade Histórica da Independência de Portugal, o Movimento 1.º Dezembro de 1640 e a Câmara de Lisboa.

A última intervenção da cerimónia cabe ao Presidente da República, antecedida pelos discursos do primeiro-ministro, do presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, do coordenador-geral do Movimento 1.º de Dezembro de 1640, José Ribeiro e Castro, e do presidente da Sociedade Histórica da Independência de Portugal, José Alarcão Troni.

A cerimónia central das comemorações do 1.º Dezembro termina com a deposição de coroas de flores de homenagem aos heróis da Restauração.

Em comunicado, o Movimento 1.º de Dezembro salienta o orgulho no "trabalho que desenvolveu para a restauração do feriado eliminado em 2012" e "renova o agradecimento ao Governo, à Assembleia da República e ao Presidente da República por terem proposto, aprovado e promulgado a lei que repôs, em 2016, o 1º de Dezembro".

O 1.º de Dezembro foi um dos quatro feriados suprimidos a partir de 2013 pelo Governo PSD/CDS-PP, entretanto repostos este ano pelo Governo socialista de António Costa.

Para lá da cerimónia presidida pelo chefe de Estado, da agenda da manhã das comemorações destaca-se o Hastear das Bandeiras no Palácio da Independência, às 09:30, e a Missa de Ação de Graças, na Igreja de São Domingos, às 12:00.

O Movimento 1.º de Dezembro refere ainda que às 15:00 -- e "se as condições meteorológicas assim o permitirem" -- realiza-se o quinto Desfile Nacional de Bandas Filarmónicas 1.º de Dezembro, na Avenida da Liberdade e Praça dos Restauradores, na qual participam 35 bandas e grupos de todo o país, num total de 1700 músicos.

Do calendário das comemorações faz ainda parte a conferência "O Palácio da Independência", marcada para as 17:00 no Salão Nobre do Palácio da Independência.

Para as 19:00, no Teatro da Trindade, em Lisboa, está marcado o Concerto de Portugal, da Restauração e da Independência Nacional pela Banda da Armada.

Lusa

  • Polémica "Supernanny" em debate hoje na SIC
    2:25
  • Será este o "momento mais Ronaldo" de sempre?

    Desporto

    Cristiano Ronaldo é protagonista de mais um momento que corre nas redes sociais. Depois de marcar o sexto golo do Real Madrid frente ao Desportivo da Corunha, o jogador português ficou ferido no rosto e foi obrigado a abandonar o campo. Mas antes, mesmo com a cara ensanguentada, pediu um telemóvel com "espelho" para ver a extensão do corte. Há quem brinque com a situação, dizendo que Ronaldo levou a sua obsessão com a sua imagem a um novo nível, mas há também quem desvalorize a situação.

    SIC

  • Democratas aceitam compromisso para acabar com shutdown nos EUA

    Mundo

    Os senadores democratas aceitaram esta segunda-feira um acordo orçamental provisório que vai permitir acabar com a paralisação parcial do Governo federal dos Estados Unidos, situação conhecida como shutdown, anunciou o líder da minoria democrata no Senado, Chuck Schumer.

  • Refeição de 1.100 euros em Veneza

    Mundo

    O centro de Veneza oferece os mais variados restaurantes. Com menu obrigatório, sem menu, com taxas, sem taxas, sentando ou em pé. Depois há aqueles restaurantes que cobram 1.100 euros por cinco pratos acompanhados por água. O caso aconteceu com quatro turistas japoneses, que depois de pagarem a conta, apresentaram queixa às autoridades. O presidente da Câmara da cidade italiana já disse que ia investigar a situação e, caso se confirmasse, prometeu que iria castigar os responsáveis.

    SIC