sicnot

Perfil

País

Marcelo e Costa juntos no primeiro Dia da Restauração depois da reposição do feriado

O primeiro-ministro, António Costa, saúda Marcelo Rebelo de Sousa

TIAGO PETINGA

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, António Costa, participam e discursam hoje na comemoração oficial do Dia da Restauração, em Lisboa, a primeira desde que o feriado do 1.º de Dezembro foi reposto.

A cerimónia presidida por Marcelo Rebelo de Sousa tem início às 10:00 na Praça dos Restauradores, em Lisboa, e é promovida e organizada pela Sociedade Histórica da Independência de Portugal, o Movimento 1.º Dezembro de 1640 e a Câmara de Lisboa.

A última intervenção da cerimónia cabe ao Presidente da República, antecedida pelos discursos do primeiro-ministro, do presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, do coordenador-geral do Movimento 1.º de Dezembro de 1640, José Ribeiro e Castro e do presidente da Sociedade Histórica da Independência de Portugal, José Alarcão Troni.

A cerimónia central das comemorações do 1.º Dezembro termina com a deposição de coroas de flores de homenagem aos heróis da Restauração.

Mas para lá deste momento oficial, da agenda da manhã das comemorações destaca-se o Hastear das Bandeiras no Palácio da Independência, às 09:30, e a Missa de Ação de Graças, na Igreja de São Domingos, às 12:00.

Em comunicado, o Movimento 1.º Dezembro refere que às 15:00 -- e "se as condições meteorológicas assim o permitirem" -- realiza-se o quinto Desfile Nacional de Bandas Filarmónicas 1º de Dezembro, na Avenida da Liberdade e Praça dos Restauradores, na qual participam 35 bandas e grupos de todo o país, num total de 1700 músicos.

Do calendário das comemorações faz ainda parte a conferência "O Palácio da Independência", marcada para as 17:00 no Salão Nobre do Palácio da Independência.

Para as 19:00, no Teatro da Trindade, em Lisboa, está marcado o Concerto de Portugal, da Restauração e da Independência Nacional pela Banda da Armada.

"O Movimento 1.º de Dezembro orgulha-se do trabalho que desenvolveu para a restauração do feriado eliminado em 2012. Renova o agradecimento ao Governo, à Assembleia da República e ao Presidente da República por terem proposto, aprovado e promulgado a lei que repôs, em 2016, o 1º de Dezembro", refere o mesmo comunicado.

O 1.º Dezembro foi um dos quatro feriados suprimidos a partir de 2013 pelo Governo PSD/CDS-PP, entretanto repostos este ano pelo Governo socialista de António Costa.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.