sicnot

Perfil

País

Comunistas reunidos a partir de hoje para debate e reeleição de Jerónimo

O XX Congresso do PCP inicia-se hoje com 1.200 delegados reunidos até domingo em Almada para elegerem um novo Comité Central, renovarem o mandato do secretário-geral e efetuarem um balanço do acordo inédito com o PS.

A reunião magna dos comunistas portugueses decorrerá no Complexo Municipal dos Desportos "Cidade de Almada", sob o lema "PCP - com os trabalhadores e o povo, democracia e socialismo", cabendo ao secretário-geral, Jerónimo de Sousa, a intervenção de abertura.

Antes do discurso de Jerónimo de Sousa, os delegados vão começar por eleger os membros para a presidência do congresso, inicialmente ocupada pela Comissão Central de Controlo, aprovar a ordem de trabalhos e o horário, o secretariado, a comissão de verificação de mandatos, a comissão de redação para a proposta de resolução política e a comissão eleitoral.

O secretário-geral e os membros dos organismos executivos do Comité Central (Comissão Política e Secretariado Nacional) assumem, de início, a Mesa da Presidência, que propõe a aprovação do regulamento.

Com dois Orçamentos do Estado viabilizados pelo PCP no âmbito do acordo de governo com o PS, as intervenções políticas dos comunistas não deixarão de vincar as diferenças face aos socialistas.

O PCP sublinha as "limitações" por os socialistas "não romperem com os constrangimentos externos" e os "interesses do capital monopolista", lê-se no projeto de resolução política para a reunião magna.

Contudo, a viabilização, no parlamento, do Governo liderado pelo socialista António Costa é justificada pelos comunistas por haver devolução de "direitos e rendimentos" a quem "vive ou viveu do trabalho". Um avanço positivo, mas "insuficiente", considera o PCP.

O encerramento do primeiro dia está previsto para as 20:00.

Os comunistas voltam a encontrar-se no sábado, para o segundo de três dias de trabalhos em que continuarão as intervenções políticas e para a eleição, por voto secreto, dos novos membros do Comité Central, os quais vão depois definir o secretário-geral, os membros dos organismos executivos e da Comissão Central de Controlo.

Segundo dados do PCP, o mais antigo partido político português, com 95 anos, desde a última reunião magna, em 2012, os comunistas recrutaram mais 5.300 militantes, contando atualmente com 54.280 militantes.

Lusa

  • O longo caminho de divisão até ao apoio governativo do PCP ao PS
    4:51

    País

    O primeiro congresso do PCP desde que o partido decidiu apoiar um Governo do PS começa esta sexta-feira. Nas vésperas da reunião magna dos comunistas, Jerónimo de Sousa garantiu que Álvaro Cunhal também já estava disponivel para compromissos de Governo com o Partido Socialista, mas sempre com uma condição: que não pedissem cedências ao PCP. Foi um longo caminho de divisão entre socialistas e comunistas até ao apoio a um atual Governo de António Costa.

  • O dicionário do PCP
    2:15

    País

    A reunião magna dos comunistas arranca esta sexta-feira e, nos próximos três dias, muito se vai ouvir falar de luta, do coletivo e de camaradagem. São expressões caraterísticas do partido mais antigo do sistema político e muito populares entre os militantes portugueses.

  • TAP recruta mais assistentes de bordo
    2:40

    Economia

    A TAP assegura que, ainda durante o mês de outubro, os problemas com falta de tripulação vão terminar. Até ao final do ano, vão ser contratados novos assistentes de bordo. Ainda assim, o sindicato diz que não chega.

  • "Facilitámos muito no lance do 5-1 e não pode ser"
    1:09

    Desporto

    No final do jogo, o treinador do Desportivo de Chaves, Luís Castro, admitiu o domínio completo do Sporting durante todo o encontro. Já Jorge Jesus deixou elogios a Daniel Podence, que foi aposta para este jogo. O treinador do Sporting ficou satisfeito com a exibição mas não gostou de sofrer o golo de honra da equipa flaviense.