sicnot

Perfil

País

Madeira sob aviso laranja devido à previsão de chuva forte

O arquipélago da Madeira está hoje sob aviso laranja devido à previsão de chuva por vezes acompanhada de trovoadas, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o instituto, a Madeira vai estar sob aviso laranja até às 12:00 de hoje devido à previsão de períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes e acompanhados por trovoadas.

Este aviso laranja vai passar depois a amarelo a partir das 12:00 de hoje e até às 06:00 de sábado.

O IPMA colocou também a Madeira sob aviso amarelo devido à agitação marítima, prevendo-se ondas de oeste/noroeste com 04 a 05 metros.

O aviso laranja é o segundo mais grave de uma escala de quatro e significa uma situação meteorológica de risco moderado a elevado enquanto o amarelo é emitido quando há risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

O IPMA prevê para hoje na Madeira céu geralmente muito nublado, períodos de chuva ou aguaceiros persistentes, por vezes fortes em especial até ao final da manhã e a partir do final do dia, condições favoráveis à ocorrência de trovoada.

Está também previsto vento moderado a forte do quadrante sul, com rajadas até 75 quilómetros por hora, aumentando para forte com rajadas até 90 quilómetros por hora no final do dia.

Nas zonas montanhosas, o vento soprará forte do quadrante sul com rajadas até 100 quilómetros por hora, aumentando para forte a muito forte com rajadas até 120 quilómetros no final do dia.

A previsão aponta ainda para uma pequena subida da temperatura mínima.

No Funchal as temperaturas vão variar entre 17 e 22 graus Celsius.

Lusa

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".