sicnot

Perfil

País

Governo vai dar continuidade à abertura de Espaços do Cidadão no País

M\303\201RIO CRUZ

A ministra da Presidência e da Modernização Administrativa disse esta quarta-feira que o Governo vai respeitar e dar sequência aos protocolos para criação de Espaços do Cidadão no país, nos quais se incluem seis no concelho de Santarém.

Maria Manuel Leitão Marques inaugurou esta quarta-feira, em Santarém, a 45.ª Loja do Cidadão do país, cuja gestão é assegurada pelo município, no âmbito de um acordo feito com a Agência para a Modernização Administrativa.

Respondendo ao apelo do presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves, para que se concretize a abertura dos seis Espaços do Cidadão previstos em freguesias rurais do concelho, a ministra afirmou que o Governo irá respeitar os protocolos assinados pelo anterior executivo e "dará sequência" a um projeto que permite ajudar os cidadãos que não sabem usar a Internet na relação com diversos serviços.

A Loja do Cidadão que hoje foi inaugurada em Santarém foi lançada pela ministra há sete anos, quando era secretária de Estado, num processo difícil, que passou, nomeadamente, pela falência do empreiteiro responsável pela obra de adaptação do antigo matadouro municipal.

Maria Manuel Marques realçou o resultado de um trabalho conjunto entre a Administração Central e a Administração Local, sendo que esta será a gestora do espaço, permitindo dar um "serviço de maior qualidade ao cidadão".

O espaço tem a funcionar, desde segunda-feira, vários serviços da Câmara de Santarém, das empresas Águas de Santarém, Tagusgás e Galp, do Instituto Politécnico de Santarém, da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal, assim como da Autoridade Tributária.

O edifício alberga ainda a Repartição de Finanças da cidade, que deixa instalações que não reuniam condições dignas para o seu funcionamento, tendo o presidente da Câmara de Santarém apelado à instalação do Instituto do Registo e do Notariado, também neste espaço.

Ricardo Gonçalves referiu ainda a beleza do projeto arquitetónico que permitiu a recuperação de um edifício que está classificado, desde 2003, como sendo de Interesse Municipal, tendo a ministra elogiado o facto de ter sido aqui integrado um "espaço de cultura".

Projetado pelo arquiteto Domingos Parente da Silva, durante a década de 80 do século XIX, o edifício foi concluído em 1889, integrando o plano de expansão urbana do Cerco de São Lázaro.

Os serviços de atendimento do Urbanismo do município são agora prestados na Loja do Cidadão, que conta ainda com um posto de atendimento dos Serviços de Taxas e Receitas da autarquia.

A Loja dispõe ainda do Espaço Cidadão - posto de atendimento do tipo balcão único que agrega a prestação de vários serviços de diferentes entidades do Estado, nomeadamente, do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, da ADSE - Direção-Geral de Proteção Social aos Trabalhadores em Funções Públicas ou da Segurança Social - Centro Nacional de Pensões, entre outros.

  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.