sicnot

Perfil

País

Portugal não vai aumentar o nível de alerta de terrorismo

Portugal não vai aumentar o nível de alerta de terrorismo

Portugal não vai aumentar o nível de alerta devido aos últimos atentados terroristas na Europa. O país vai manter-se assim no nível moderado com atenção redobrada nos locais de maior concentração de pessoas, como confirmou a ministra da Administração Interna.

À margem da inauguração do posto da GNR de Porto de Mós, no distrito de Leiria, Constança Urbano de Sousa disse que de acordo com as informações de que dispõe dos serviços de informações e das forças de serviços de segurança portugueses "não se vai aumentar o nível de ameaça terrorista", pois "não há razões objetivas que levem a isso".

Apesar de se estar num período de Natal, que acaba por concentrar pessoas em determinados locais, a ministra da Administração Interna reforçou que se "mantém o nível de alerta moderado", admitindo que, "naturalmente, como em qualquer país, hoje existe uma ameaça".

"Nos grandes aglomerados populacionais, onde existe uma grande concentração de pessoas, existe um reforço de policiamento de visibilidade e já não é de hoje. Desde novembro do ano passado que começámos a ter patrulhamentos mais musculados e, ao longo deste ano, tivemos elementos da unidade especial de polícia mais armados e visíveis. No ano passado, disse que isto ia ser o nosso normal em termos de policiamento de visibilidade", acrescentou Constança Urbano de Sousa.

Considerando que as ameaças são reais, a ministra adiantou que os "serviços e forças de segurança estão sempre em alerta" e que existe um "reforço de policiamento em grandes aglomerados de pessoas, como em centros comerciais ou na baixa de Lisboa e Porto".

"Nas grandes concentrações de pessoas também existe grande policiamento reforçado, não só fardado, mas também à civil, que visa assegurar a segurança dos nossos cidadãos", rematou.

  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.