sicnot

Perfil

País

Atividade gripal mantém-se baixa mas com tendência para crescer

A atividade gripal manteve-se baixa, na semana passada, mas com tendência para crescer, revela o Boletim de Vigilância Epidemiológica da Gripe, divulgado esta quinta-feira pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge.

Segundo o relatório, publicado semanalmente, todas as quintas-feiras, a taxa de incidência da gripe foi de 74,9 casos por cem mil habitantes, na semana de 12 a 18 de dezembro.

Na semana precedente, de 05 a 11 de dezembro, a atividade gripal esteve igualmente baixa, com tendência para crescer, tendo-se registado 45,5 casos por cem mil habitantes. Na altura, foi apontado o início provável do período epidémico.

Entre 12 e 18 de dezembro, foram identificados 36 vírus da gripe do subtipo A (H3).

O boletim refere, ainda, que foram reportados, na semana passada, seis casos de gripe, por parte das 20 unidades de cuidados intensivos hospitalares que enviaram informação, sendo que cinco tinham o vírus A (H3). Nenhum doente estava vacinado contra a gripe e cinco eram doentes crónicos.

Desde o início da época gripal, em outubro, foram comunicados 31 casos de gripe admitidos nas unidades de cuidados intensivos.

Na semana do Natal, a temperatura média apresenta valores abaixo do normal, no território a sul do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, destaca o relatório, adiantando que a mortalidade observada, "por todas as causas", tem números de acordo com o esperado.

De acordo com o boletim, houve um aumento da atividade gripal na região europeia.

A época gripal 2016-2017 começou em outubro e termina em meados de maio.

Lusa

  • Seca contribui para a redução de nutrientes no mar e está a afetar a pesca
    2:11
  • Francisco George toma posse como presidente da Cruz Vermelha Portuguesa

    País

    O ex-diretor-geral da Saúde, Francisco George toma hoje posse como presidente da Cruz Vermelha Portuguesa. Em entrevista à Lusa, manifestou a intenção de criar uma unidade para abastecimento de água potável e redução dos problemas de saneamento em catástrofes como os incêndios deste verão. Além disso, em nome da transparência, vai tornar públicas as contas do organização, incluindo os donativos.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44