sicnot

Perfil

País

Governo dá luz verde para construção da maternidade em Coimbra

(Arquivo)

© Reuters Photographer / Reuter

O Ministério da Saúde deu autorização para o início da construção da nova maternidade de Coimbra, que vai fundir as duas já existentes na cidade, anunciou este sábado o presidente do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC).

O presidente do conselho de administração do CHUC, José Martins Nunes, afirmou que o Ministério da Saúde deu "autorização para o início da construção" da maternidade e "de todo o trabalho" relacionado com a sua criação.

Em declarações à agência Lusa, Martins Nunes explicou que, face a este anúncio do Governo, o CHUC avança já em 2017 com o lançamento do concurso internacional para o projeto de arquitetura, a elaboração do projeto de arquitetura e a elaboração do caderno de encargos para se poder "lançar o concurso da obra ainda no final de 2017 ou no início de 2018".

A nova maternidade, com um orçamento previsto de 16,8 milhões de euros, será construída no perímetro do hospital universitário, entre os serviços de psiquiatria e de fisioterapia, e deverá estar concluída entre o final de 2019 e o início de 2020, informou.

Esta maternidade vai levar à fusão das maternidades Bissaya Barreto e Daniel de Matos, decidida na sequência da agregação de diversos estabelecimentos públicos de saúde no CHUC, que integra os Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC), o Hospital dos Covões, as duas maternidades e o Hospital Pediátrico, além das unidades de saúde mental.

"É um equipamento importantíssimo para Coimbra, para a região Centro e para o país", sublinhou Martins Nunes, que fazia o anúncio com o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, ao seu lado, no âmbito de uma visita do membro do Governo ao Hospital Pediátrico de Coimbra.

Para o presidente do CHUC, esta é uma "prenda de Natal muito importante".

O CHUC tem já quatro milhões de euros para a primeira fase da obra.

O processo da fusão das maternidades já conta com mais de três anos de trabalho.

Lusa

  • Maternidades de Coimbra com falta de médicos
    1:57

    País

    A Ordem dos Médicos diz que as urgências das duas maternidades de Coimbra estão em risco de rutura por falta de médicos. O número de ginecologistas e obstetras não chega para as necessidades. A secção regional da Ordem dos Médicos responsabiliza a tutela por falta de investimento em equipamentos e infraestruturas.

  • "Não consigo dormir" quando o Sporting não ganha
    1:10

    Desporto

    Jorge Jesus é o convidado do Alta Definição deste sábado, na SIC. Veja aqui um excerto da entrevista do treinador do Sporting a Daniel Oliveira, onde Jesus revela que, depois de um mau resultado dos leões, não consegue dormir e chega mesmo a ligar para os adjuntos durante a madrugada.

  • Madjer irrita-se com pergunta de jornalista e sai em defesa de Mahrez
    0:41

    Desporto

    A vida de jornalista nem sempre é fácil. Às vezes, as perguntas irritam os entrevistados, como foi o caso de uma que envolveu o selecionador da Argélia e antiga estrela do FC Porto, Rabah Madjer. A questão até nem era para ele, mas Madjer decidiu responder pelo jogador, Riyad Mahrez, e não foi meigo com o jornalista.

  • Imprensa espanhola revela alegado mal-estar entre Ronaldo e Sérgio Ramos
    1:34

    Desporto

    A entrevista de Cristiano Ronaldo ao jornal francês L'Équipe está a ser tema de conversa um pouco por todo o mundo, mas em Espanha a imprensa prefere centrar atenções num suposto mal-estar entre o jogador português e o capitão de equipa, Sérgio Ramos. O treinador dos merengues, Zinédine Zidane, veio a público desmentir um mau relacionamento entre os dois.