sicnot

Perfil

País

Governo dá luz verde para construção da maternidade em Coimbra

(Arquivo)

© Reuters Photographer / Reuter

O Ministério da Saúde deu autorização para o início da construção da nova maternidade de Coimbra, que vai fundir as duas já existentes na cidade, anunciou este sábado o presidente do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC).

O presidente do conselho de administração do CHUC, José Martins Nunes, afirmou que o Ministério da Saúde deu "autorização para o início da construção" da maternidade e "de todo o trabalho" relacionado com a sua criação.

Em declarações à agência Lusa, Martins Nunes explicou que, face a este anúncio do Governo, o CHUC avança já em 2017 com o lançamento do concurso internacional para o projeto de arquitetura, a elaboração do projeto de arquitetura e a elaboração do caderno de encargos para se poder "lançar o concurso da obra ainda no final de 2017 ou no início de 2018".

A nova maternidade, com um orçamento previsto de 16,8 milhões de euros, será construída no perímetro do hospital universitário, entre os serviços de psiquiatria e de fisioterapia, e deverá estar concluída entre o final de 2019 e o início de 2020, informou.

Esta maternidade vai levar à fusão das maternidades Bissaya Barreto e Daniel de Matos, decidida na sequência da agregação de diversos estabelecimentos públicos de saúde no CHUC, que integra os Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC), o Hospital dos Covões, as duas maternidades e o Hospital Pediátrico, além das unidades de saúde mental.

"É um equipamento importantíssimo para Coimbra, para a região Centro e para o país", sublinhou Martins Nunes, que fazia o anúncio com o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, ao seu lado, no âmbito de uma visita do membro do Governo ao Hospital Pediátrico de Coimbra.

Para o presidente do CHUC, esta é uma "prenda de Natal muito importante".

O CHUC tem já quatro milhões de euros para a primeira fase da obra.

O processo da fusão das maternidades já conta com mais de três anos de trabalho.

Lusa

  • Maternidades de Coimbra com falta de médicos
    1:57

    País

    A Ordem dos Médicos diz que as urgências das duas maternidades de Coimbra estão em risco de rutura por falta de médicos. O número de ginecologistas e obstetras não chega para as necessidades. A secção regional da Ordem dos Médicos responsabiliza a tutela por falta de investimento em equipamentos e infraestruturas.

  • Carro que atropelou adepto encontrado numa garagem na Amadora
    1:51

    Desporto

    O carro que atropelou o adepto da Fiorentina, junto ao Estádio da Luz, está nas mãos da Polícia Judiciária. O automóvel foi encontrado esta terça-feira por uma brigada da PSP na garagem de um casa da Amadora, que pertence a um elemento da claque dos No Name Boys.

  • Avião divergiu para as Lajes devido a discussão a bordo

    País

    Um avião da companhia aérea British Airways divergiu hoje para o aeroporto das Lajes, na ilha Terceira, nos Açores, devido a uma discussão a bordo entre um casal de passageiros e a tripulação, informou hoje a Força Aérea Portuguesa.

  • A SIC foi dar uma volta de bicicleta

    País

    Há 90 anos, cerca de 40 ciclistas partiam do Marquês de Pombal, em Lisboa, para a primeira etapa da 1.ª Volta a Portugal de Bicicleta. Hoje, um grupo de investigadores repete o percurso, até Setúbal, dando início a uma viagem que pretende incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte no dia-a-dia. Um jornalista da SIC segue no pelotão e pode acompanhar a viagem em direto no Facebook da SIC Notícias.

    SIC

  • Manifestações na Venezuela fazem 29 mortos
    1:22
  • Irmã da mulher mais pesada do mundo acusa hospital de mentir

    Mundo

    A irmã da mulher egípcia que se acreditava ser a mais pesada do mundo acusou os médicos de mentirem acerca da sua perda de peso. No entanto, o hospital que realizou a cirurgia bariátrica já respondeu às acusações, defendendo que a mulher pesa agora 172 quilos.

  • A nova mansão de Angelina Jolie

    Mundo

    A atriz Angelina Jolie terá comprado uma mansão que pertenceu ao realizador e produtor de cinema Cecil B. DeMille. A propriedade fica situada em Los Angeles, nos Estados Unidos, e terá sido vendida pelo valor de 23 milhões de euros.