sicnot

Perfil

País

António Domingues vai ser ouvido na Assembleia da República a 4 de janeiro

O presidente demissionário da CGD vai ser ouvido no Parlamento no dia 4 de janeiro. A audição foi pedida pela Comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa e o motivo é a demissão de António Domingues da presidência da Caixa Geral de Depósitos.

A audiência acontece depois de uma recusa da esquerda parlamentar em ter António Domingues na comissão de inquérito. PS, Bloco de Esquerda e PCP alegaram, na altura, que o motivo era o passado da instituição e não o futuro.

Domingues só vai sair da Caixa no dia 31 de dezembro. Deixa o cargo depois da polémica em torno da entrega das declaração de património e rendimentos no Tribunal Constitucional.

  • Paulo Macedo confirmado na CGD
    1:54

    Caso CGD

    É oficial: o antigo ministro da Saúde do governo de Passos Coelho aceitou o convite para a presidente executivo da CGD. Os nomes da sua equipa seguem hoje para o Banco Central Europeu. 

  • António Domingues não sai zangado
    0:16

    Caso CGD

    António Domingues garante que não sai zangado com o Governo, na sequência da polémica demissão da administração da Caixa Geral de Depósitos. O presidente demissionário do banco público falou hoje aos jornalistas momentos antes da cerimónia de entrega de prémios Exame.

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19