sicnot

Perfil

País

Pelo menos 17 detidos em operação da PSP em quatro distritos

(Arquivo)

SIC

A operação 'Punho Cerrado', que se desenrolou esta terça-feira nos distritos de Leiria, Lisboa, Coimbra e Santarém, levou à detenção de 17 pessoas e à apreensão de mais de 20 mil euros, informou a PSP.

Em nota de imprensa, o Comando Distrital da PSP de Leiria adiantou que, na sequência do cumprimento de dez mandados de detenção fora de flagrante delito, da realização de cerca de 50 buscas domiciliárias e de cerca 20 buscas não domiciliárias a empresas e estabelecimentos de restauração e diversão noturna, foram detidas 17 pessoas.

Segundo a PSP, seis pessoas foram detidas por posse de munições e armas brancas e de fogo ilegais e uma por posse de produto estupefaciente.

"As detenções foram efetuadas maioritariamente na zona Leiria e Coimbra, sendo dois detidos do sexo feminino e 15 do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 20 e os 64 anos", refere ainda a nota de imprensa.

A operação levou também à apreensão de vários objetos, nomeadamente, armas de fogo e munições, soqueiras, bastões extensíveis, produto estupefaciente (haxixe), mais de 20 mil euros em numerário, automóveis, computadores, e diversa documentação "com importantes elementos de prova".

Na operação policial, que contou com o apoio dos Comandos da PSP de Coimbra, Santarém, Lisboa, Aveiro, Viseu, Guarda, Castelo Branco, Portalegre e Setúbal, estiveram empenhados cerca de 260 elementos policiais, a maioria da estrutura de investigação criminal da PSP, Equipas do Grupo de Operações Especiais, Equipas do Corpo de Intervenção, Binómios o Grupo Operacional Cinotécnico, Elementos do Departamento de Segurança Privada e Elementos da Seção Digital Forense.

Os detidos serão presentes ao Tribunal Judicial de Leiria, esta quarta-feira a fim de serem sujeitos a primeiro interrogatório judicial.

"A PSP acredita que, com estes resultados, contribuiu fortemente para o aumento da segurança das áreas de diversão noturna na região de Leiria", conclui o comunicado.

A operação iniciou-se hoje pelas 07:00, dando sequência a uma investigação que decorria há cerca de dois anos, e centrou-se no crime de associação criminosa, em crimes económico-financeiros e no exercício ilegal da atividade de segurança privada, entre outros.

Lusa

  • O dia em que Marcelo apitou um jogo de futebol

    País

    Habituado a ajuizar os momentos de tensão entre Governo e oposição, Marcelo Rebelo de Sousa foi esta quarta-feira árbitro, literalmente. Tudo aconteceu num jogo de futebol entre crianças, durante a visita do Presidente da República a São Tomé e Príncipe.

  • Dia de homenagens e muito futebol para Marcelo em São Tomé
    3:01

    País

    No segundo dia da visita de Estado a São Tomé e Príncipe, o Presidente da República prestou homenagem às vítimas do massacre de Batepá, em 1953. Marcelo Rebelo de Sousa não pediu desculpa pela história, mas lembrou que é preciso assumir as coisas menos boas do passado. O dia terminou com o Presidente a mostrar que ainda está em forma.

  • Imprensa espanhola considera Rúben Semedo a pior contratação de sempre do Villarreal
    3:35

    Desporto

    Rúben Semedo vai esta quinta-feira ser ouvido por um juiz de instrução, que vai ditar as medidas de coação no caso em que o jogador é suspeito de roubo, agressões e posse ilegal de arma. O defesa português do Villarreal passa mais uma noite nas instalações da Guardia Civil, em Valência. Alguns media espanhóis chamam-lhe agora a pior contratação de sempre da história do clube.

  • Patinadora enfrenta "pesadelo" nos Olímpicos

    Desporto

    A patinadora Gabriella Papadakis enfrentou na segunda-feira um dos "piores pesadelos" da sua vida, durante a estreia nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pyeongchang, na Coreia do Sul. Durante a apresentação, a parte de cima do vestido da francesa saiu do lugar e revelou parte do seu seio. Mas este não foi o único caso de incidentes com figurinos. Também a sul-coreana Yura Min quase ficou despida durante a sua apresentação.

    SIC