sicnot

Perfil

País

Cerca de 450 pessoas detidas na 1ª fase da operação Festas Seguras

A polícia deteve cerca 450 pessoas e apreendeu perto de 36 mil doses de droga durante a primeira fase da operação "Festas Seguras", que decorreu entre 15 e 26 de dezembro, anunciou esta quarta-feira a PSP.

Do total das detenções, 162 deveram-se a condução com excesso de álcool, enquanto 56 foram por tráfico de droga, 47 por falta de carta, 26 por furto e 10 por posse de arma ilegal. Houve ainda 76 detenções que resultaram de mandado de detenção.

Os números resultam da primeira fase da operação "Polícia Sempre Presente -- Festas Seguras 2016", na qual estiveram envolvidos 6.557 elementos policiais, num total de 925 operações, adianta a PSP em comunicado.

Neste período, a PSP apreendeu também 33 armas, das quais 11 eram armas de fogo.

Foram ainda apreendidas perto de 36.000 doses de droga, com destaque para a cocaína (21.741 doses), heroína (7.896), haxixe (3.007) e "ecstasy" (770), adiantam os dados da Polícia de Segurança Pública.

Durante a operação, foram fiscalizadas cerca de 29.400 viaturas, tendo sido detetadas 290 infrações por falta de inspeção obrigatória, 287 por uso indevido do telemóvel e 79 por falta de cinto de segurança.

Foram ainda verificadas 1.401 infrações por excesso de velocidade, através de radar.

Ao nível da sinistralidade rodoviária, a PSP registou, neste período, 484 acidentes, dos quais resultaram 157 feridos (três graves e 154 ligeiros).

A Operação "Polícia Sempre Presente -- Festas Seguras 2016" está a ser desenvolvida a nível nacional, em toda a área de responsabilidade da PSP, até ao dia 02 de janeiro de 2017.

Lusa

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC