sicnot

Perfil

País

Lobo ferido tratado no Hospital Veterinário da Universidade de Vila Real

O Hospital Veterinário da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro está a tratar e a recuperar um lobo ibérico que sofreu uma fratura grave e foi recolhido perto da Autoestrada 4 (A4), em Bragança.

O animal protegido chegou muito debilitado ao Centro de Recuperação de Animais Selvagens (CRAS) da UTAD, em Vila Real, depois de ter sido encontrado perto dos limites do Parque Natural de Montesinho, na zona do vale do Sabor e nas proximidades da A4.

O médico veterinário Filipe Silva explicou hoje à agência Lusa que se trata de um lobo adulto que sofreu uma fratura grave no osso úmero, do membro esquerdo, e que teve que ser sujeito a uma intervenção cirúrgica por parte da equipa de ortopedia.

Os ferimentos aparentam ter sido provocados, segundo o responsável, por um atropelamento.

O animal selvagem está agora a recuperar no CRAS, completamente isolado e com contacto mínimo com os humanos. A vigilância permanente é feita através de câmaras de vídeo e o contacto com os veterinários limitado apenas aos períodos de alimentação e medicação.

Filipe Silva referiu que se prevê um longo período de recuperação para o lobo que, posteriormente e se tudo correr bem, poderá ser devolvido à natureza, numa operação que terá que ser coordenada com o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

De acordo com um comunicado do ICNF, a recolha do animal, que aconteceu na segunda-feira, foi feita através do seu Departamento Norte, em articulação com o Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente da GNR de Bragança e com uma equipa do Hospital Veterinário da UTAD.

O CRAS da academia transmontana trata uma média de 300 animais selvagens por ano, 85% a 90% dos quais aves, provenientes do Norte e Centro do país. Os ferimentos estão na maior parte dos casos relacionados com a atividade humana, como tiros, atropelamentos ou a manutenção em cativeiro. A eletrocussão é também uma das causas dos ferimentos dos animais.

Depois de recuperados alguns animais são devolvidos à natureza, numa ação que, regra geral, é acompanhada de ações pedagógicas e palestras direcionadas para as crianças das escolas da região.

Este centro de recuperação além de receber, acolher, tratar e reabilitar a fauna selvagem autóctone, dedica-se à formação de profissionais para trabalharem com estes animais e à investigação na conservação da fauna selvagem e do seu habitat.


Lusa

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.