sicnot

Perfil

País

Falsa mãe no Facebook vai ser julgada

Falsa mãe no Facebook vai ser julgada

A enfermeira que se fazia passar, no Facebook, por mãe de crianças gravemente doentes vai ser julgada no Tribunal de Penafiel. Está acusada de sete crimes de gravações e fotografias ilícitas.

Apresentava-se como Mary ou Maria no Facebook. Em diferentes páginas, dizia ser mãe de crianças com doenças graves, como um menino que estava, na altura, internado no IPO do Porto.

De acordo com o Jornal de Notícias, a mulher criou uma relação de amizade com a verdadeira mãe da criança. Visitou-os várias vezes, no hospital, entre dezembro de 2014 e abril de 2015. Tirou fotos que depois publicou nas redes sociais.

Chegou a dizer que o menino, que apresentava como filho, tinha morrido. E para dar mais credibilidade à história, colocou uma imagem da criança numa lápide que cobria um jazigo da família, na Maia.

O JN explica que, por causa dessa simulação, a mulher vai ser julgada em tribunal. Enfrenta ainda um outro processo em que é acusada pelo Ministério Público de sete crimes de gravações e fotografias ilícitas.

  • Frio no fim de semana, regiões do interior podem chegar aos -5 °C
    1:23

    País

    A Proteção Civil emitiu um alerta para o tempo frio e seco e pede cuidados redobrados. As temperaturas já começaram a descer, com regiões a registarem valores negativos. No interior, podem chegar aos 5 graus negativos. Até ao Natal o tempo vai manter-se frio, seco e com ausência de chuva.

  • Bombeiro ferido nos fogos de Pedrógão Grande regressou a casa
    2:33

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Seis meses depois dos incêndios de Pedrógão Grande, regressou a casa o último dos bombeiros de Castanheira de Pera que estava internado desde junho. Rui Rosinha esteve em coma mais de dois meses e tem ainda pela frente uma longa recuperação. O bombeiro não quer que o país esqueça o que aconteceu e espera que as duas tragédias deste ano (fogos de junho e outubro) sirvam de lição para o futuro.

  • PS volta a subir nas intenções de voto e não baixa dos 40%
    2:01
  • Marcelo evita "ideia de que o ano foi todo muito bom"
    3:14

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa disse esta sexta-feira que 2017 teve "o melhor e o pior" e que "é preciso evitar a "ideia que o ano foi todo muito bom". O Presidente da República fez estas declarações depois de António Costa ter dito que a nível económico este "foi um ano particularmente saboroso".