sicnot

Perfil

País

Falsa mãe no Facebook vai ser julgada

Falsa mãe no Facebook vai ser julgada

A enfermeira que se fazia passar, no Facebook, por mãe de crianças gravemente doentes vai ser julgada no Tribunal de Penafiel. Está acusada de sete crimes de gravações e fotografias ilícitas.

Apresentava-se como Mary ou Maria no Facebook. Em diferentes páginas, dizia ser mãe de crianças com doenças graves, como um menino que estava, na altura, internado no IPO do Porto.

De acordo com o Jornal de Notícias, a mulher criou uma relação de amizade com a verdadeira mãe da criança. Visitou-os várias vezes, no hospital, entre dezembro de 2014 e abril de 2015. Tirou fotos que depois publicou nas redes sociais.

Chegou a dizer que o menino, que apresentava como filho, tinha morrido. E para dar mais credibilidade à história, colocou uma imagem da criança numa lápide que cobria um jazigo da família, na Maia.

O JN explica que, por causa dessa simulação, a mulher vai ser julgada em tribunal. Enfrenta ainda um outro processo em que é acusada pelo Ministério Público de sete crimes de gravações e fotografias ilícitas.

  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.