sicnot

Perfil

País

GNR começa hoje operação Ano Novo

A Guarda Nacional Republicana intensifica a partir de hoje o patrulhamento e a fiscalização rodoviária nos itinerários associados a festividades de Ano Novo.

Segundo um comunicado da GNR, a operação vai fiscalizar, nomeadamente, a falta de habilitação legal para conduzir, a condução sob influência do álcool e drogas, o excesso de velocidade, a incorreta ou não utilização do cinto de segurança e de sistemas de retenção para crianças (cadeiras) e o uso indevido de telemóvel durante a condução.

A operação decorre até 2 de janeiro e mobiliza militares da Unidade Nacional de Trânsito e dos comandos territoriais, reforçados pela Unidade de Intervenção de Segurança e Honras de Estado.

Na operação Natal Tranquilo, realizada entre os passados dias 23 e 26, a GNR registou um morto em 750 acidentes, representando mais 126 desastres e menos seis mortos do que no mesmo período de 2015.

Durante a operação Natal Tranquilo foram ainda registados oito feridos graves, menos 12 que em 2015, e 240 feridos ligeiros, menos 44.

Lusa

  • Portugal vai fechar fronteiras durante a visita do Papa

    País

    O Conselho de Ministros aprovou hoje a reposição temporária do controlo de fronteiras durante a visita do papa Francisco em maio a Fátima. A reposição do controlo de fronteiras decorrerá entre 00:00 de 10 de maio e as 00:00 de 14 de maio.

  • "Civis devem ser prioridade absoluta no Iraque", diz Guterres

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, chegou hoje ao Iraque para abordar a situação da ajuda humanitária, e pediu que a proteção dos civis seja a "prioridade absoluta" à medida que as forças iraquianas batalham para retomar Mossul.

  • Fomos conhecer o novo Samsung S8
    1:42
  • E depois do Brexit?
    3:42
  • Britânicos a viver no Algarve falam em desilusão
    2:32

    Brexit

    Para muitos dos britânicos que vivem no Algarve, o Brexit é a confirmação de que o resultado surpreendente do referendo não tem retorno. Certificados de residência e até a dupla nacionalidade são questões que a partir de agora passam a estar em cima da mesa.