sicnot

Perfil

País

Juncker intervém no seminário diplomático em Lisboa

© Vincent Kessler / Reuters

O presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker participa esta quinta-feira no seminário diplomático, em Lisboa, uma iniciativa anual do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) que reúne diplomatas portugueses com governantes e representantes do meio académico, empresarial e sociedade civil.

O orador convidado da edição deste ano, que decorre na quarta e quinta-feira no Museu do Oriente, é o comissário europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas, que abrirá o encontro, a par do ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

O primeiro dia de trabalhos prossegue depois, já à porta fechada, com uma sessão de trabalho sobre "O papel de Portugal no mundo", em que intervêm Santos Silva e os secretários de Estado do MNE: Assuntos Europeus, Margarida Marques; Negócios Estrangeiros e Cooperação, Teresa Ribeiro; Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, e Internacionalização, Jorge Oliveira.

Durante a tarde, os embaixadores portugueses participam num painel dedicado à "Tecnologia e Inovação", com o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, e a diretora-geral da Web Summit, Sarah Mortell.

No mesmo dia será entregue, pela quarta vez, o prémio "Francisco de Melo e Torres - Diplomata do Ano".

Ainda na quarta-feira, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, recebe os embaixadores e cônsules.

Na quinta-feira, Juncker falará numa sessão especial, pelas 15:00.

Antes, os diplomatas reúnem-se no âmbito dos grupos regionais para analisar a "Ação Externa Integrada".

"Cooperação nos dias de hoje - desafios e tendências" é o painel que ocupará o resto da manhã de quinta-feira, com a secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e o diretor do departamento de Cooperação para o Desenvolvimento da OCDE, Jorge Moreira da Silva, durante o qual serão apresentados os planos de ação do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua e da SOFID (Sociedade para o Financiamento do Desenvolvimento).

No mesmo dia, Augusto Santos Silva e o ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, apresentam a política de ação cultural externa.

O seminário diplomático é encerrado pelo presidente da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), Miguel Frasquilho - que está a terminar o seu mandato - e pela secretária-geral do MNE, Ana Martinho.

Ao final do dia, os diplomatas apresentam cumprimentos ao presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues.

Lusa

  • "Quem faz isto sabe estudar os dias e o vento para arder o máximo possível"
    4:15
  • O balanço trágico dos incêndios do fim de semana
    0:51

    País

    Mais de 500 mil hectares de área ardida, 42 vítimas mortais, 71 de feridos, dezenas de casas e empresas destruídas. É este o balanço de mais um fim de semana trágico para Portugal a nível de incêndios florestais.

  • 2017: o ano em que mais território português ardeu
    1:41

    País

    Desde janeiro, houve mais área ardida do que em qualquer outro ano na história registada de incêndios florestais. Segundo dados provisórios do Sistema Europeu de Informação sobre Fogos Florestais, mais de 519 mil hectares foram consumidos pelas chamas até 17 de outubro, o que representa quase 6% de toda a área de Portugal. 

  • "Viverei com o peso na consciência até ao último dia"
    3:00
  • O que resta de Tondela depois dos incêndios
    1:07

    País

    O concelho de Tondela é agora um mar de cinzas, imagens recolhidas pela SIC com um drone mostram bem a dimensão do que foi destruído pelos incêndios. Perto 100 habitações principais ou secundárias, barracões, oficinas e stands arderam. 

  • Moradores reuniram esforços para salvar idosos das chamas em Pardieiros
    2:50

    País

    O incêndio de domingo em Nelas fez uma vítima mortal: um homem de 50 anos, de Caldas da Felgueira, que regressava de uma aldeia vizinha, onde tinha ido ajudar a combater as chamas. Em Pardieiros, no concelho de Carregal do Sal, várias casas arderam e uma jovem sofreu queimaduras ao fugir do incêndio. Durante o incêndio, pessoas reuniram esforços para salvar a povoação.

  • A fotografia que está a correr (e a impressionar) o Mundo

    Mundo

    A fotografia de uma cadela a carregar, na boca, o cadáver calcinado da cria está a comover o mundo. Entre as muitas fotografias que mostram o cenário causado pelos incêndios que devastaram a Galiza nos últimos dias, esta está a causar especial impacto. O registo é do fotógrafo Salvador Sas, da agência EFE. A imagem pode impressionar os mais sensíveis.

  • As lágrimas do primeiro-ministro do Canadá

    Mundo

    O primeiro-ministro da Canadá, Justin Trudeau, emocionou-se esta quarta-feira ao falar de um artista que morreu depois de perder uma luta contra o cancro. Gord Downie, vocalista da banda de rock canadiana "The Tragically Hip", faleceu esta terça-feira, aos 53 anos, vítima de um tumor cerebral.