sicnot

Perfil

País

Petição "Pelo Direito a Pedalar em Segurança" entregue na AR apela a maior fiscalização

© Reuters

A petição "Pelo Direito a Pedalar em Segurança" foi esta sexta-feira entregue na Assembleia da República, com o objetivo da defesa dos direitos dos ciclistas, com mais de dez mil subscritores a apelar a uma maior fiscalização.

Em declarações à Lusa, Sandro Araújo, vice-presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo e coordenador do Programa Nacional de Ciclismo para Todos, explicou que a petição surge num "momento importante" em que se está a definir a estratégia pública para a segurança rodoviária para os próximos anos.

A petição, lançada há cerca de um ano e que reuniu assinaturas da comunidade ciclista e também de várias entidades, foi entregue em Dia de Reis não porque os subscritores da petição levassem à Assembleia da República três oferendas, mas sim três desejos, conforme disse Sandro Araújo.

"Trazemos três pedidos: um para que haja maior fiscalização do Código da Estrada, outro para que haja mais e melhor sinalética, em particular em relação aos peões e ciclistas, e por último um pedido para que haja um reforço dos esforços de pedagogia e formação nesta área", descreveu Sandro Araújo.

De acordo com o vice-presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, o assunto também será levado à ministra da Administração Interna.

"Mais do que novas leis e revisões do Código da Estrada, o que as pessoas querem é que as leis que já existem sejam implementadas e cumpridas efetivamente", frisou.

Lusa

  • Eis os novos heróis de Vila de Aves
    3:03
  • Desportivo das Aves fora da Liga Europa

    Desporto

    O Desportivo das Aves não vai à Liga Europa e o Sporting terá entrada direta na fase de grupos. Apesar da conquista da Taça de Portugal, a equipa avense não se licenciou em tempo útil para poder participar na prova da UEFA, apurou a SIC.

  • E agora, Sporting? Semana de decisões e incertezas
    2:53
  • "Para primeiro dia de pesca da sardinha, não foi mau"
    2:19
  • "Desfiliei-me do PS mas continuo socialista"
    1:29

    País

    José Sócrates garantiu este domingo que não atacará o PS e que continua a ser socialista. O antigo primeiro-ministro participou num almoço de apoio, em Lisboa, com cerca de 100 pessoas, a maioria anónimos.