sicnot

Perfil

País

Funeral do médico Daniel Serrão no Porto

O funeral do médico Daniel Serrão realizou-se na manhã desta segunda-feira, no Porto. As cerimónias fúnebres começaram na Igreja da Lapa e o cortejo seguiu depois para o Cemitério de Agramonte.

Daniel Serrão morreu na madrugada de domingo, aos 88 anos, no Hospital da Trofa, devido a problemas respiratórios resultantes de um atropelamento de que foi vítima em 2014.

Natural de Vila Real e doutorado pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, foi um dos rostos mais ativos no campo da Anatomia Patológica e da Bioética.

Especialista em Ética da Vida foi distinguido com vários prémios na área da saúde. No "site" da Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa deixou um elogio ao homem que recorda como "professor e investigador notável".

O Ministro da Saúde, a Ordem dos Médicos e a Universidade do Porto também lamentaram a morte e enalteceram as características do médico e especialista em Bioética.

  • Morreu o médico Daniel Serrão

    País

    O médico e membro do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida, pai de Manuel Serrão, morreu hoje de madrugada, aos 88 anos, vítima de problemas respiratórios decorrentes ainda de um atropelamento que sofreu no Porto em outubro de 2014. Na altura foi internado na Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital de São João com um traumatismo cranioencefálico grave.

  • Vídeo mostra passagem da carrinha a alta velocidade nas Ramblas
    0:33
  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35

    Ataque em Barcelona

    Em Cambrils, também na Catalunha, foram mortos cinco alegados terroristas que atropelaram várias pessoas, uma morreu e seis ficaram feridas, quando escapavam a uma perseguição policial, esta madrugada. As autoridades investigam uma eventual relação entre os dois atentados. Nota: chamamos à atenção para a violência das imagens, que podem chocar os espetadores mais sensíveis.

  • Nível de ameaça terrorista em Portugal continua moderado
    1:31

    Ataque em Barcelona

    O primeiro-ministro garantiu hoje que, para já, o nível de ameaça terrorista em Portugal não vai ser alterado (o nível está no 4 em 5). Já o Presidente da República disse que não há tolerância possível e garante que há medidas preparadas caso o mesmo cenário venha a acontecer em Portugal.

  • Duas frentes "preocupantes" no concelho de Mação

    País

    A Proteção Civil chegou a dizer que a situação estava mais calma em Mação, mas durante a tarde desta sexta-feira surgiram duas frentes "preocupantes" junto às populações de Vale de Abelha e Ortiga, informou o presidente da Câmara.