sicnot

Perfil

País

Homem detido por cortar ligações entre torres de contolo da Madeira e Lisboa

Um homem foi detido por interromper por uma hora e meia as comunicações entre as torres de controlo aéreo da Madeira e Lisboa, ao cortar cabos de um sistema instalado no Porto Santo, anunciou esta terça-feira a Polícia Judiciária.

Em comunicado, a PJ indicou que o crime remonta a setembro de 2016, quando o homem, de 32 anos, subiu a vedação que delimita as infraestruturas do radar da empresa Navegação Aérea de Portugal instaladas na ilha de Porto Santo e, munido de uma serra, cortou vários cabos do sistema de comunicações daquela empresa.

"Em resultado, verificou-se uma falha completa de comunicações entre as torres de controlo da Madeira e do Centro de Controlo de Tráfico Aéreo de Lisboa, com implicações nas comunicações com as aeronaves que, na altura, sobrevoavam a zona da Região Autónoma da Madeira", lê-se no comunicado.

Após o crime, o suspeito colocou-se "imediatamente em fuga", inicialmente para Lisboa e depois para França, de onde apenas regressou recentemente.

A PJ esclarece que o corte de comunicações teve a duração aproximada de cerca de uma hora e trinta minutos.

O detido, acusado do crime de atentado à segurança de transporte por ar, foi presente às autoridades judiciais na segunda-feira, 09 de janeiro, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

A Polícia Judiciária informou ainda que atuou em colaboração com Polícia de Segurança Pública (PSP) e no cumprimento de mandados de detenção emitidos pelo Ministério Público.

Lusa

  • AR começa hoje a votar OE e mais de 600 alterações dos partidos

    Orçamento do Estado 2018

    Entre os temas que deverão marcar os próximos dias de debate e das votações relativas à proposta orçamental de 2018, cuja votação final global será na segunda-feira, estão as medidas relacionadas com os incêndios, as alterações ao regime simplificado de IRS, as carreiras na função pública (e em especial a dos professores) e as cativações de despesa.

  • "Estamos vivos"
    11:41
  • Notas e moedas têm os dias contados?
    6:27