sicnot

Perfil

País

Dois reclusos do Estabelecimento Prisional de Lisboa acusados de terem violado colega de cela

O Ministério Público acusou dois arguidos, reclusos num Estabelecimento Prisional de Lisboa, por coautoria dos crimes de violação e coação agravado a um terceiro recluso, colega de cela, informou hoje a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

Segundo a PGDL, ficou indiciado que os arguidos, a 19 de agosto de 2012, coagiram e exerceram violência física sobre um terceiro recluso, com quem partilhavam a cela, obrigando-o a deslocar-se para a casa de banho da cadeia, onde um dos arguidos manietou o ofendido, enquanto o outro o forçou a sofrer coito anal, provocando-lhe lesões físicas e trauma psicológico.

De acordo com a acusação, ficou ainda indiciado que, ao serem abordados por um outro recluso que, apercebendo-se do que se estava a passar, lhes pediu para pararem de molestar física e sexualmente o ofendido, um dos arguidos agrediu-o e ameaçou-o de morte, caso contasse o que se havia passado.

Os arguidos ameaçaram também de morte o ofendido caso contasse o sucedido, adianta a PGDL.

O inquérito foi dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, sendo a investigação executada pela Polícia Judiciária.

Lusa

  • Alternativas para vender a sua casa
    8:58
  • Donald Trump admirado na China

    Mundo

    Um ano depois de ter assumido a presidência, Trump conta com clubes de fãs nas redes sociais da China, com muitos chineses a assumir abertamente a sua admiração pelo líder norte-americano.