sicnot

Perfil

País

Taxas cobradas por juntas médicas baixam, algumas para metade

Regis Duvignau / Reuters

O Governo baixou o valor das taxas pelos serviços prestados por juntas médicas, como o atestado multiuso de incapacidade, que é agora metade do valor que estava a ser cobrado.

De acordo com uma orientação da Direção Geral da Saúde (DGS), na origem desta descida de preços esteve "a atual conjuntura socioeconómica".

O atestado multiuso de incapacidade passa a custar 25 euros, quando anteriormente o seu valor era de 50 euros, uma redução para metade, tal como acontece com o atestado em junta médica de recurso: de 100 euros para 50 euros.

Mantêm-se alguns valores como os cinco euros cobrados pela renovação de atestado médico de incapacidade multiuso em processo de revisão ou reavaliação do grau de incapacidade (cinco euros).

Lusa

  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • EUA negam ter declarado guerra à Coreia do Norte

    Mundo

    Os Estados Unidos negaram esta segunda-feira ter declarado guerra à Coreia do Norte e frisaram que Pyongyang não pode disparar contra os seus aviões em águas internacionais, em resposta a uma ameaça do ministro dos Negócios Estrangeiros norte-coreano.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.