sicnot

Perfil

País

Central nuclear de Almaraz comunica uma falha de funcionamento

O Conselho de Segurança Nuclear de Espanha publicou esta terça-feira um comunicado, no qual dava conta de um incidente ocorrido na central de Almaraz. A falha não teve no entanto quaisquer consequências para pessoas ou para o ambiente.

A notícia foi dada pelo jornal regional Reconquista, que fala numa falha no arranque automático de uma das bombas acionadas por motor elétrico do sistema auxiliar de alimentação de água, durante a realização de um ensaio.

No comunicado, a CSN explica que as bombas de água - que servem a central - são alimentadas por eletricidade e, no caso de falha, existem geradores a diesel que são acionados automaticamente e cuja verificação do funcionamento é feita através de uma série de botões. A falha de contacto terá sido revelada por um desses botões.

Esta situação "não teve repercussão nem nas pessoas, nem no meio ambiente", sendo classificada provisoriamente com o nível zero (o mais baixo) da escala INES. A Escala Internacional de Ocorrências Nucleares é um meio utilizado para informar o público sobre a gravidade das ocorrências em instalações nucleares.

Durante 2016, a central nuclear de Almaraz foi a que mais incidentes reportou em Espanha, com sete notificações. Esta falha de funcionamento foi o primeiro incidente comunicado pela administração da central, em 2017.

Na segunda-feira, Portugal entregou à Comissão Europeia uma queixa relacionada com a decisão espanhola de construir um armazém de resíduos nucleares em Almaraz, sem avaliar o impacto ambiental transfronteiriço. O Governo português defende que, no projeto de um aterro de resíduos junto à central nuclear de Almaraz, não foram avaliados os impactos transfronteiriços, o que está contra as regras europeias.

A funcionar desde o início da década de 80, a central está situada junto ao Tejo e faz fronteira com os distritos portugueses de Castelo Branco e Portalegre, sendo Vila Velha de Ródão a primeira povoação portuguesa banhada pelo Tejo depois de o rio entrar em Portugal.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.