sicnot

Perfil

País

Homem suspeito de ter matado jovem em Aljezur foi detido na Roménia

(Arquivo)

© Mariana Bazo / Reuters

Um homem suspeito de ter matado uma jovem em dezembro de 2014 em Aljezur, no Algarve, foi detido na terça-feira na Roménia, no âmbito de um mandado de detenção europeu, anunciou esta quarta-feira a Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado, a PJ indicou que o homem, de 35 anos, "está fortemente indiciado pelo homicídio da sua enteada, uma rapariga, de 16 anos, crime que ocorreu em dezembro de 2014, em Aljezur, num quadro de extrema violência física, tendo o suspeito ocultado o cadáver, no sentido de destruir elementos de prova e encetado a fuga".

O suspeito foi detido pelas autoridades romenas no âmbito de um mandado de detenção europeu emitido pelo Ministério Público de Lagos, na sequência da investigação desenvolvida pelo Departamento de Investigação Criminal de Portimão da PJ.

"Foram acionados os mecanismos de cooperação judiciária e policial internacional e desenvolvidos contactos entre a Polícia Judiciária e a polícia romena, os quais conduziram à detenção do suspeito na Roménia", lê-se no comunicado. O homem, de nacionalidade romena, é o presumível autor da morte de Bruna Nunes, de 16 anos, cujo corpo foi encontrado três dias depois do seu desaparecimento, com as mãos atadas e sinais de ter sido asfixiada, num terreno baldio em Aldeia Velha, no concelho de Aljezur, no Algarve.

O detido, que vivia com a mãe da jovem, na freguesia do Rogil, naquele concelho algarvio, abandonou a residência dois dias depois do desaparecimento da adolescente, que estudava na cidade de Lagos e era atleta de patins em linha. O detido vai ser presente às autoridades judiciais romenas com vista à sua entrega a Portugal.

Lusa

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.