sicnot

Perfil

País

Marinha resgata dois tripulantes em estado grave de navio

reuters

A Marinha resgatou dois tripulantes do navio Balmoral, que navegava a cerca de 20 quilómetros do cabo da Roca, que foram transportados para o hospital de Santa Maria em estado grave, foi esta quarta-feira anunciado.

"O alerta foi recebido diretamente do navio, através do número de telefone de emergência no mar do MRCC Lisboa (Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo), a informar que tinha uma passageira com sintomas compatíveis com AVC em evolução, e um segundo incidente com outro passageiro, ocorrido quase em simultâneo, com quadro de enfarte agudo do miocárdio e edema agudo do pulmão", refere a Marinha, em comunicado.

Os dois passageiros, de nacionalidade britânica, são um homem de 86 anos e uma mulher de 81 anos, que se encontravam a bordo do navio.

Um helicóptero EH-101 partiu da Base Aérea Nº6, no Montijo, e resgatou os dois passageiros do navio com bandeira das Bahamas, que se encontrava a 20 quilómetros do cabo da Roca, a 84 quilómetros do Montijo, numa operação que decorreu cerca da meia-noite.

"O INEM (CODU-Mar) avaliou a necessidade das evacuações médicas como urgentes. Os passageiros do paquete foram transportados para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa, em estado grave", acrescenta.

Lusa

  • Suécia conquista primeira vitória no Mundial frente à República da Coreia (1-0)

    Mundial 2018 / Suécia

    Depois de uma ausência de 12 anos nos campeonatos do mundo, a Suécia volta e começa a ganhar. Um penálti de Andreas Granqvist aos 65 minutos garantiu a vitória frente à República da Coreia na fase de grupos do Mundial. As equipas jogam pelo grupo F, onde também estão a Alemanha e o México. Veja aqui o golo e os lances da partida.

  • Três mortos e mais de 200 feridos do sismo no Japão
    1:07

    Mundo

    Pelo menos três pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas na sequência de um sismo de magnitude 6,1 na escala de Richter que atingiu hoje a região oeste do Japão, segundo um novo balanço das autoridades nipónicas. Uma das vítimas mortais era uma criança de 9 anos.