sicnot

Perfil

País

Câmara de Lisboa assinala hoje fim das obras no Eixo Central

Lusa

A Câmara de Lisboa assinala hoje o fim das obras no Eixo Central da cidade, que abrange as avenidas da República e Fontes Pereira de Melo, com atividades desportivas e animação de rua, num investimento de 50 mil euros.

Das atividades, que se iniciam às 10:00 e decorrem até às 17:00, fazem parte concertos, animação de rua e mega aulas de zumba, de 'fitness' e de dança, às quais acresce a montagem de bancas de 'street food' (comida de rua) e de artesanato.

Num esclarecimento enviado à agência Lusa, a autarquia indica que "a esmagadora maioria das atividades não representam encargos (...), sendo o resultado de parcerias que a Câmara Municipal estabeleceu com entidades privadas, clubes e associações da cidade de Lisboa, como o Holmes Place, o Supera, o Ginásio Clube Português e a Associação de Xadrez de Lisboa".

No que toca à "montagem das estruturas físicas de som e eletricidade, recorre-se de forma significativa a meios próprios da Câmara", acrescenta o município. Quanto ao custo global da iniciativa, ronda os 50 mil euros, sendo que "o grosso da despesa são os custos com a publicidade na imprensa, 19.543 euros".

"Estes anúncios servem dois propósitos: avisar os munícipes do fim das obras e dos condicionamentos de trânsito nesta artéria central da cidade, bem como a promoção do evento do próximo domingo", conclui a Câmara de Lisboa.

Uma vez que as atividades se realizam na rua, a circulação automóvel nas avenidas João Crisóstomo e Tomás Ribeiro estará cortada das 06:00 às 20:00.

O projeto do Eixo Central, em obras desde maio passado, possibilitou o alargamento dos passeios, a criação de zonas verdes, a repavimentação das faixas de rodagem, o reordenamento do estacionamento e a criação de uma ciclovia bidirecional.A intervenção, orçada em 7,5 milhões de euros, gerou a contestação de moradores e comerciantes pelos impactos no tráfego e no estacionamento.

Lusa

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51