sicnot

Perfil

País

Ex-presidente da RTP Alberto da Ponte morre aos 64 anos

Alberto da Ponte

LUSA

O antigo presidente da RTP e empresário Alberto da Ponte morreu no sábado aos 64 anos, vítima de cancro. A notícia foi hoje de mandrugada avançada por alguns meios de comunicação social e confirmada à agência Lusa por fontes da redação, não existindo ainda informações sobre as cerimónias fúnebres.

Alberto da Ponte foi presidente do Conselho de Administração da RTP entre 2012 e 2015, depois de ter sido nomeado para o cargo pelo ministro da tutela de então, Miguel Relvas.À frente da RTP passou por algumas polémicas como o despedimento do então diretor de informação Nuno Santos, no âmbito do inquérito interno ao visionamento de imagens em bruto da manifestação de 14 de novembro de 2012 pela PSP, nas instalações da empresa.

Mais tarde, em 2015 viria a renunciar ao cargo, decisão que foi anunciada pela tutela do ministro Miguel Poiares Maduro, que elogiava a "boa gestão" da equipa liderada por Alberto da Ponte, após a entrega do relatório das contas de 2014.

Pouco tempo antes, o Conselho de Administração da RTP considerava que os membros do Conselho Geral Independente (CGI), órgão de supervisão criado pelo ministro Poiares Maduro, que propôs a destituição da equipa de Alberto da Ponte, "deixaram de ter, se é que alguma vez tiveram, as condições mínimas" para desempenhar as suas funções".

A administração da RTP acusava o CGI de ter agido segundo "uma pura lógica de apparatchik' [Notes:aparelho] " e afirmou não ter "a menor intenção de permanecer nas suas funções contra o desejo do acionista da RTP".

Alberto da Ponte foi também presidente executivo da Sociedade Central de Cervejas e Bebidas (SCC), dona da cerveja Sagres e da Água do Luso, entre 2004 e 2012. Licenciado em Ciências Económicas e Financeiras pelo ISEG e com um curso superior na mesma área na Harvard Business School em Boston, nos Estados Unidos, o empresário passou também por empresas como a Jerónimo Martins e a Unilever.Alberto da Ponte presidia atualmente a mesa da assembleia-geral da Sociedade Central de Cervejas e Bebidas, onde desempenhava funções de consultoria.

Lusa

  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • Sociedade de Pneumologia recomenda cuidados com calor e incêndios

    País

    A Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) alertou esta quarta-feira para os riscos respiratórios decorrentes dos incêndios e temperaturas elevadas, sobretudo para quem sofre de doenças crónicas, propondo medidas preventivas e recordando o aumento de mortalidade associado ao calor.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira

  • "Estou grávida! Estou a morrer!"
    1:14
  • Mulher vive sozinha numa ilha há 40 anos

    Mundo

    Zoe Lucas é a única pessoa a viver numa ilha canadiana, no norte do Atlântico. Nas últimas quatro décadas, a mulher de 67 tem partilhado a ilha Sable com cerca de 400 cavalos selvagens e 350 espécies de pássaros.