sicnot

Perfil

País

Fátima vai ter videovigilância para prevenção de crimes e atos terroristas

O santuário de Fátima e a área envolvente vão dispor de um sistema de 11 câmaras de videovigilância para a prevenção de crimes e atos terroristas, revela um despacho governamental hoje publicado em Diário da República.

O sistema a implementar foi alvo de um parecer positivo da Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD), "desde que salvaguardada a adoção de medidas efetivas que impeçam a captação de imagens de edifícios e áreas envolventes, em especial das zonas habitacionais, e assegurada a monitorização, de forma regular, dos acessos ao sistema de videovigilância", lê-se no documento.

Segundo os termos do despacho da secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, Maria Isabel Oneto, que segue as recomendações da CNPD, não é permitida a instalação de câmaras ocultas e as que integram o sistema de videovigilância "devem ser direcionadas de molde a não captarem e não gravarem imagens nos locais mais reservados de oração, como o interior das igrejas, capelas e espaços de devoção".

Será permitida a captação e gravação de som "sempre que se verifique uma situação de perigo concreto para a segurança de pessoas e bens" e efetuado "o barramento dos locais privados, impedindo a visualização de, designadamente, portas, janelas e varandas", frisa o despacho.

As câmaras funcionarão "ininterruptamente, vinte e quatro horas por dia, em todos os dias da semana", sendo que a gestão do sistema ficará a cargo do destacamento territorial da GNR de Tomar.

Os procedimentos de segurança a adotar pela GNR "devem incluir seguranças lógicas de acesso ao sistema" e todas as operações deverão ser objeto de registo, sendo que os relatórios de registo "devem reportar todas as anomalias detetadas e devem ser arquivadas por um período mínimo de dois anos", adianta o despacho.

O Papa Francisco desloca-se a Fátima a 12 e 13 de maio para o Centenário das Aparições, mas o despacho de Maria Isabel Oneto não faz qualquer referência à visita papal, apenas afirmando que a videovigilância vai ser instalada nos termos propostos num memorando do comandante geral da GNR "com o fim de proteção de pessoas e bens e de prevenção da prática de crimes e de atos terroristas".

No documento lê-se ainda que o sistema de videovigilância "pode ser utilizado por um período de um ano, após o qual poderá ser formulado pedido de renovação, mediante comprovação da manutenção dos fundamentos invocados para a sua concessão".

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Donald Trump culpa imigrantes por ataque que nunca existiu
    1:01
  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.