sicnot

Perfil

País

Testes de ADN confirmam que mulher morta no Luxemburgo é emigrante portuguesa

Os testes de ADN confirmaram que a mulher encontrada morta no Luxemburgo é a emigrante portuguesa Ana Lopes, disse esta segunda-feira à Lusa fonte oficial da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas.

A informação foi transmitida este domingo ao Governo português, disse a mesma fonte do gabinete do secretário de Estado José Luís Carneiro.

Segundo a imprensa, a jovem portuguesa de 25 anos foi vista pela última vez na noite de domingo, dia 15, em Bonnevoie, no Luxemburgo, onde vivia com os pais e a irmã.

O carro da jovem foi localizado completamente destruído, numa zona de terra batida e arvoredo já em território francês, em Roussy-le-Village.

No seu interior, estava um corpo de mulher carbonizado, que os testes agora realizados confirmaram ser Ana Lopes.

A mesma fonte do Governo referiu que o inquérito prossegue no Luxemburgo.

Lusa

  • Governo propõe aumento do salário mínimo para os 580 euros
    2:31
  • Assédio, até onde vai a tolerância?
    35:26
  • As contas da Liga dos Campeões
    1:15

    Desporto

    O Benfica precisa praticamente de um milagre para alcançar os oitavos de final da Liga dos Campeões. O cenário do Sporting também é complicado, ao contrário da situação do Futebol Clube do Porto que até pode garantir o apuramento já esta terça-feira, como explica o jornalista da SIC Hélder Filipe Santos.

  • China nega vistos a Katy Perry e vários modelos da Victoria Secret
    1:17