sicnot

Perfil

País

"Tempo de incertezas" obriga a uma "União Europeia mais forte e mais unida"

"Tempo de incertezas" obriga a uma "União Europeia mais forte e mais unida"

O primeiro-ministro português, António Costa, defendeu este sábado que no atual "tempo de incertezas" é essencial uma "União Europeia mais forte mais unida" em torno dos valores da democracia e do comércio livre.

"Neste tempo de muitas incertezas ao nível mundial é essencial termos uma União Europeia mais forte e mais unida em torno dos seus valores da democracia, das suas quatro liberdades e do comércio livre a nível mundial", declarou António Costa, no final da cimeira dos países do sul da União Europeia, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

O anfitrião da cimeira dos países do sul afirmou que, para o fortalecimento da União Europeia, há que "dar respostas concretas que reforcem a confiança dos cidadãos e a capacidade da União de dar respostas àquilo que são os seus anseios principais", apontando como áreas "absolutamente essenciais o crescimento, o emprego e a convergência, a segurança interna e externa e a gestão das migrações".

Com Lusa

  • Dono de submarino é o único suspeito da morte de jornalista sueca
    1:51

    Mundo

    A polícia dinamarquesa confirmou que o corpo decapitado encontrado junto ao mar, perto de Copenhaga, é o da jornalista sueca desaparecida há mais de 10 dias. Kim Wall estava a fazer uma reportagem sobre um submarino artesanal com o criador, que é agora o principal suspeito do crime. Parte do corpo foi encontrada na segunda-feira e identificada através de exames de ADN.