sicnot

Perfil

País

Proteção Civil avisa população devido ao mau tempo e apela à prevenção

© Leonhard Foeger / Reuters

A Proteção Civil lançou um aviso à população devido ao agravamento do estado do tempo previsto para as próximas 48 horas, alertando para a possibilidade de cheias rápidas em meio urbano, inundações, estradas escorregadias e possível queda de árvores.

Na nota enviada à comunicação social, a Autoridade Nacional de Proteção Civil referiu que "eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado", recomendando comportamentos e medidas preventivas "em particular nas zonas historicamente mais vulneráveis", entre os quais a desobstrução de sistemas de escoamento de águas pluviais, não atravessar zonas inundadas, para evitar o arrastamento de pessoas e viaturas, uma condução defensiva, sobretudo em caso de neve ou formação de lençóis de água ou garantir a fixação de estruturas soltas, como andaimes.

A Proteção Civil desaconselha ainda a circulação e permanência junto a zonas arborizadas, junto à zona costeira, e apela a que não se pratique qualquer atividade relacionada com o mar.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu esta terça-feira um aviso vermelho, que corresponde a uma situação meteorológica de risco extremo, para sete ilhas dos Açores, devido à agitação marítima, prevendo-se ondas até 20 metros de altura.

O aviso vermelho vigora nas ilhas do grupo ocidental, Corvo e Flores, entre as 11:00 de quarta-feira e as 02:00 de quinta-feira (mais uma hora em Lisboa), sendo que a altura máxima das ondas pode atingir os 20 metros.

O aviso vermelho é o mais grave de uma escala de três.Ainda de acordo com o IPMA, a costa continental portuguesa vai estar em aviso laranja, o segundo mais grave, a partir das 12:00 de quinta-feira por causa da forte agitação marítima.

Segundo o instituto, todo o litoral do continente estará em aviso laranja devido às ondas de noroeste, que podem atingir os 12 a 14 metros de altura. Este aviso começa por ser amarelo a partir das 08:00 de quinta-feira e passa a laranja pelas 12:00, prolongando-se até às 06:00 de sexta-feira.

O IPMA colocou ainda em aviso amarelo a costa norte da ilha da Madeira a partir das 15:00 de quinta-feira, igualmente devido à agitação marítima, com ondas de noroeste de quatro a cinco metros, tal como em toda a ilha de Porto Santo. Este aviso prolonga-se até às 07:00 de sexta-feira.

Na segunda-feira, o IPMA tinha alertado para a previsão de vento e agitação marítima fortes para os Açores na quarta e na quinta-feira.

Segundo a Marinha Portuguesa, este agravamento é considerado de "risco", pelo que devem ser tomadas medidas de prevenção por todos aqueles que se encontram no mar, nas infraestruturas portuárias e outras áreas ao longo da costa. De acordo com a Marinha, a forte ondulação fecha esta terça-feira à navegação três barras do continente e condiciona outras cinco ao tamanho das embarcações.

As barras de Caminha, Vila Praia de Âncora e Esposende estão hoje fechadas a toda a navegação, enquanto as barras da Póvoa do Varzim, Vila do Conde, Aveiro, Fogueira da Foz e São Martinho do Porto estão condicionadas ao tamanho das embarcações.Estão ainda condicionadas as barras das Lajes do Pico e da Madalena do Pico, na ilha açoriana do Pico.

Lusa

  • Marinha e Exército dão luz verde ao Aeroporto do Montijo

    País

    De acordo com a edição deste domingo do Diário de Notícias, o Exército e a Marinha já comunicaram à Força Aérea disponibilidade para desocupar parcialmente a base aérea e o Montijo se transformar num num aeroporto complementar ao de Lisboa.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.