sicnot

Perfil

País

Inquéritos por crimes sexuais contra menores sobem 124% no distrito judicial de Lisboa

Os inquéritos instaurados por crimes sexuais contra menores no Distrito Judicial de Lisboa mais que duplicaram entre setembro de 2014 e agosto de 2016, passando de 413 para 927, segundo o relatório da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa.

O distrito judicial de Lisboa é composto por cinco comarcas: Açores, Lisboa, Lisboa Norte, Lisboa Oeste e Madeira.

Segundo os dados estatísticos, os crimes sexuais contra menores aumentaram 124% entre setembro de 2014 e agosto de 2016.

Durante o mesmo período registou-se um aumento de 200% de inquéritos instaurados na sequência de crimes contra profissionais de saúde, passando de sete para 21.

O relatório faz ainda referência a um aumento de 31 por cento no número de inquéritos por negligência na prestação de cuidados de saúde e de 34 por cento por violência em comunidade escolar.

No que respeita à violência conjugal o documento aponta para um decréscimo de três por cento, uma baixa considerada pouco significativa.

No ano judicial anterior foram instaurados 10.156 inquéritos por violência conjugal e de setembro de 2015 a agosto de 2016 foram instaurados 9.821.

De acordo com a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa, na violência doméstica é nítido o aumento das formas da violência em meio familiar degradado e/ou pobre com disseminação para situações muito graves de maus tratos de crianças ou de idosos e aumento da exigência para as estruturas de intervenção imediata.

"Neste tipo de fenómenos a questão não é meramente estatística e seria errado interpreta-la como tal, mas diz respeito à agressividade, agudização das formas de violência, com necessidades de intervenção do Ministério Público, dos Órgãos de Polícia Criminal e das estruturas sociais designadamente, das Comissões de Proteção de Crianças e Jovens e da segurança social", lê-se no documento.

Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.