sicnot

Perfil

País

Quatro voos cancelados nos Açores devido ao mau tempo

Quatro voos da transportadora aérea SATA foram hoje cancelados nos Açores devido ao agravamento do estado do tempo, tendo um outro divergido, disse à agência Lusa o porta-voz da companhia, António Portugal.

Segundo António Portugal, o voo da Azores Airlines, que assegura as ligações para fora do arquipélago, com origem em Lisboa e destino a ilha Terceira, divergiu para Ponta Delgada com 77 passageiros.

"Estes passageiros serão encaminhados ainda hoje para a Terceira em voos da Sata Air Açores", que faz as ligações entre as ilhas da região, informou o porta-voz.

A transportadora também cancelou os voos Terceira-Flores-Terceira, com um total de 113 passageiros, e Terceira-Graciosa-Terceira, com 45.

"Todos estes passageiros estão protegidos em voos a realizar na quinta-feira", adiantou António Portugal, acrescentando que o resto da operação da companhia aérea está a decorrer com normalidade, registando-se alguns atrasos.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou sob aviso vermelho, que corresponde a uma situação meteorológica de risco extremo, as ilhas do grupo ocidental (Flores e Corvo) e central (Faial, Pico, Terceira, São Jorge e Graciosa), devido à previsão de agitação marítima.

O IPMA emitiu ainda avisos laranja e amarelo devido à previsão de vento naquelas sete ilhas.

O aviso laranja, o segundo mais grave de uma escala de três, representa uma situação meteorológica de risco moderado a elevado, enquanto o aviso amarelo, que lhe sucede na escala, significa uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.


Lusa

  • TAP recruta mais assistentes de bordo
    2:40

    Economia

    A TAP assegura que, ainda durante o mês de outubro, os problemas com falta de tripulação vão terminar. Até ao final do ano, vão ser contratados novos assistentes de bordo. Ainda assim, o sindicato diz que não chega.

  • "Facilitámos muito no lance do 5-1 e não pode ser"
    1:09

    Desporto

    No final do jogo, o treinador do Desportivo de Chaves, Luís Castro, admitiu o domínio completo do Sporting durante todo o encontro. Já Jorge Jesus deixou elogios a Daniel Podence, que foi aposta para este jogo. O treinador do Sporting ficou satisfeito com a exibição mas não gostou de sofrer o golo de honra da equipa flaviense.