sicnot

Perfil

País

Trabalhadores não docentes das escolas esperam elevada adesão à greve de sexta-feira

O presidente da Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas disse hoje esperar uma "grande adesão" à greve dos trabalhadores não docentes das escolas, na sexta-feira, e apelou às direções para não substituírem os grevistas.

"Vai ser uma grande greve. Temos já a indicação e a perspetiva do encerramento de muitas escolas a nível nacional", disse Artur Sequeira, da Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais, numa conferência de imprensa que se realizou frente ao Liceu Camões, em Lisboa.

O mesmo responsável acrescentou que as direções dos estabelecimentos de ensino devem evitar interferir na paralisação do dia 03 de fevereiro."As direções das escolas não devem ter a tentação de utilizar os trabalhadores do contrato de emprego e inserção para substituir trabalhadores grevistas", afirmou sublinhando também a falta de diálogo por parte do Governo.

"O Ministério da Educação recebeu o pré-aviso de greve mas não respondeu aos pedidos de reunião para discutir as reivindicações dos trabalhadores, entre as quais a gestão das escolas", criticou Artur Sequeira que defende o envolvimento urgente do executivo."Quem tem de fazer a política de Educação, nos termos da Constituição da República, é o Ministério da Educação. É a única forma que há de este serviço público ser universal e igual para todos. A repartição pelos municípios não é solução", disse, recordando que os trabalhadores estão em luta contra a precariedade.

Segundo o responsável pela federação, os trabalhadores não docentes são "pau para toda a obra" e exigem igualmente a reposição do estatuto referente a uma carreira específica que "já existiu" e que foi "destruída" pelo Governo de José Sócrates (PS). De acordo com os dados da federação, há atualmente 49 mil trabalhadores não docentes nas escolas portuguesas tendo-se registado uma diminuição do número de funcionários, que chegaram a ser 60 mil, nos últimos anos.

Lusa

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.