sicnot

Perfil

País

Quase 200 ocorrências em todo o país devido ao mau tempo

Em desenvolvimento

ANT\303\223NIO ARA\303\232JO

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) registou entre as 20:00 de quarta-feira e as 17:00 desta quinta-feira 198 ocorrências relacionadas com o mau tempo, sobretudo quedas de árvores, limpezas de via e quedas de estruturas.

A Proteção Civil diz estar atenta ao elevado risco de cheias no período de maré alta.

Não há registo de qualquer vítima.

A Proteção Civil mantém o aviso à população para que se mantenha afastada da orla costeira.

A região norte tem sido a mais afetada. O Instituto Português do Mar e da Atmosfera decretou alerta vermelho para o distrito do Porto por causa das previsões de aumento significativo da agitação marítima entre as 15:00 e as 23:59 de hoje, com ondas que podem atingir os 12 a 14 metros de altura máxima.

Os distritos de Viana do Castelo, Porto e Braga têm registado o maior número de ocorrências.

O mau tempo obrigou já ao corte da Avenida D. Carlos, na Foz do Douro, e a proteção civil do Porto "desaconselha a circulação e permanência junto à zona costeira e apela a que não se pratique qualquer atividade relacionada com o mar".

Ao final da manhã de hoje em Leixões, Matosinhos, foram registadas ondas com oito metros de altura, disse à Lusa o comandante da Zona Marítima do Norte e chefe do Departamento Marítimo do Norte.

O aviso vermelho é o mais grave de uma escala de três e corresponde a uma situação meteorológica de risco extremo.

  • Bombeiros ficaram de prevenção após intoxicação em Corroios
    1:16

    País

    17 alunos da escola EB 2+3 em Corroios, no Seixal, foram hospitalizados esta segunda-feira com sintomas de intoxicação alimentar. Os alunos, entre os 7 e os 14 anos, foram transportados 12 para o hospital Garcia de Orta, em Almada e cinco para o hospital do Barreiro. O transporte foi feito pelos bombeiros voluntários da Amora e do Seixal mantiveram uma equipa de socorro no local apenas por prevenção.

  • "Nada mais há a dizer" sobre a Caixa
    0:13

    Caso CGD

    O primeiro-ministro voltou esta segunda-feira a dizer que já não há nada para discutir, na polémica sobre a entrega de declarações de património dos gestores da CGD. Foram as declarações de António Costa, na Cidade da Praia, à margem da quarta cimeira bilateral entre Portugal e Cabo Verde.

  • Venda do Novo Banco terá que ser negociada em Bruxelas
    0:43

    Economia

    A venda do Novo Banco vai ter que ser negociada com Bruxelas, uma vez que o Lone Star planeia agora ficar com 65% da instituição, obrigando o Estado a manter uma posição no banco. O ministro das Finanças lembra que esta também era uma possibilidade mas salienta que o assunto está nas mãos do Banco de Portugal.

  • Trump e os jornalistas: uma relação (su)rreal
    2:08
  • Modelo obrigada a prometer que não volta a arriscar a vida numa sessão fotográfica
    1:46