sicnot

Perfil

País

Autoridades encerram buscas por alegado casal desaparecido na Foz do Arelho

A Autoridade Marítima encerrou as buscas por um casal que se suspeitava ter desaparecido na Foz do Arelho, nas Caldas da Rainha, considerando ter-se tratado de um falso alerta.

"Não houve qualquer comunicação de desaparecimento, nem foram encontrados quaisquer indícios o que nos leva a considerar que se não surgirem novos dados ter-se tratado de um falso alerta", disse à Agência Lusa o capitão do Porto de Peniche.

De acordo com o comandante da Capitania, Marcos Augusto, "as buscas foram suspensas cerca das 18:30", terminando a vigilância apertada na praia onde, a partir de domingo, será retomada "apenas a vigilância habitual".

O alerta para o alegado desaparecimento de um casal, com cerca de 20 anos, foi dado por populares, ao final do dia de sexta-feira.

O casal, "na casa dos 20 anos, que trajava com vestuário de cores escuras, foi avistado junto ao mar entre as 18:00 e as 18:30 por uma cidadã que, num momento em que se encontrava ao telefone, deixou de os ver", dando o alerta devido ao estado do mar que se encontrava revolto, relatou Marcos Augusto.

A autoridade marítima iniciou então uma " vigilância apertada" na praia, que se prolongou até às 22:00 de sexta-feira e foi esta manhã retomada, com duas equipas da polícia marítima e da Autoridade Marítima Nacional a efetuarem buscas por terra.

"As informações que conseguimos recolher vão no sentido de que todas as pessoas que terão estado nesse dia na praia da Foz do Arelho terão regressado a casa em segurança", afirmou o capitão sustentado que "as buscas só serão retomadas se houver uma comunicação formal de desaparecimento".

Lusa

  • Buscas continuam na Foz do Arelho
    1:47

    País

    A Polícia Marítima está a manter uma vigilância apertada na Foz do Arelho, Caldas da Rainha, depois de ter sido dado o alerta para o possível desaparecimento de um casal que estava na praia. Para já, ainda não se percebeu se é um falso alarme, e por isso mesmo as autoridades estão de prevenção junto ao mar.

  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • Sociedade de Pneumologia recomenda cuidados com calor e incêndios

    País

    A Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) alertou esta quarta-feira para os riscos respiratórios decorrentes dos incêndios e temperaturas elevadas, sobretudo para quem sofre de doenças crónicas, propondo medidas preventivas e recordando o aumento de mortalidade associado ao calor.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira

  • "Estou grávida! Estou a morrer!"
    1:14
  • Mulher vive sozinha numa ilha há 40 anos

    Mundo

    Zoe Lucas é a única pessoa a viver numa ilha canadiana, no norte do Atlântico. Nas últimas quatro décadas, a mulher de 67 tem partilhado a ilha Sable com cerca de 400 cavalos selvagens e 350 espécies de pássaros.