sicnot

Perfil

País

BE quer contratação urgente de profissionais para IPO de Lisboa e questiona Governo

O Bloco de Esquerda questionou hoje o Ministério da Saúde sobre os tempos de espera de tratamento de crianças no Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa, apelando à contratação urgente de mais profissionais.

Em comunicado, o Bloco de Esquerda (BE) considera lamentável a situação que foi objeto de uma deliberação da Entidade Reguladora da Saúde, na sequência de uma queixa da mãe de uma criança de sete anos, que protestou com o tempo que o filho teve de esperar até ser atendido para um tratamento de quimioterapia.

"É uma situação lamentável e que não pode ocorrer: obrigar uma criança com patologia oncológica, que enfrenta uma situação muito pesada emocionalmente e que tem que ser sujeita a tratamentos penoso, a esperas desnecessárias e permanência de horas a fio no hospital. Não é aceitável", refere o Bloco de Esquerda.

O ministro da Saúde manifestou já confiança na administração do IPO de Lisboa e disse que, se existe um problema que conduziu à demora no atendimento de crianças, terá de ser resolvido de imediato.

O Bloco de Esquerda lembra ao ministro da Saúde que o IPO de Lisboa se "queixa da falta de profissionais, em concreto enfermeiros, justificando assim a demora em certos procedimentos, assim como os tempos de espera entre análises e consulta e entre consulta e a administração do tratamento".

Por isso, os bloquistas querem a contratação urgente de mais profissionais de saúde para que não sucedam mais casos: "Tendo em conta a gravidade da situação e tendo em conta a resposta do IPO de Lisboa, é preciso um esclarecimento sobre a situação e, acima de tudo, uma rápida solução para o problema. Isso deve ser, aliás, a preocupação principal: contratar rapidamente os profissionais em falta, acabar com os constrangimentos que levam a demoras no atendimento, e fazer com que mais nenhuma criança com doença oncológica tenha que passar por períodos de espera".

Segundo a queixa da mãe, feita em 2016 e objeto de deliberação do regulador, a criança de sete anos fez análises às 10:00, teve consulta às 15:30 e só às 20:30 é que foi atendida para tratamento. Foram mais de dez horas de espera entre as análises e a administração da quimioterapia.

O Bloco de Esquerde pede ao Ministério da Saúde que esclareça sobre as necessidades de profissionais no IPO de Lisboa e sobre as medidas urgentes a tomar para a contratação "de forma imediata".

"É necessário esclarecer ainda se o IPO de Lisboa fez pedidos de autorização à tutela para contratação de pessoal e se estes pedidos não foram respondidos ou que foram negados", acrescenta o comunicado do BE.

Lusa

  • Imposto do sal travado

    Orçamento do Estado 2018

    O CDS-PP conseguiu aprovar, com a abstenção do PCP, uma proposta para eliminar a taxa adicional sobre produtos como bolachas, biscoitos, batatas fritas e flocos de cereais com excesso de sal.

  • Momentos da história de João Ricardo
    10:37
  • Os 72 golos de mais uma noite de Liga Europa

    Liga Europa

    Os 16 avos-de-final da Liga Europa começam a ganhar forma. São já 16 as equipas apuradas para a próxima fase da competição, entre elas o Sporting de Braga, que somou mais uma vitória. Em sentido inverso, o Vitória de Guimarães saiu derrotado de Salzburgo e ficou mais longe da qualificação. A 5.ª jornada da fase de grupos jogou-se esta quinta-feira e ao todo marcaram-se 72 golos. Estão todos aqui, para ver ou rever.

  • Cuidados a ter na Black Friday
    1:43
  • Vodafone Mexefest arranca hoje
    2:29