sicnot

Perfil

País

Costa acima do Tejo sob aviso amarelo

(Lusa/ Arquivo)

lusa

A costa norte e centro de Portugal continental tem hoje aviso amarelo - o terceiro numa escala de quatro - por causa da agitação marítima, de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O IMPA explica que este aviso está ativo a partir das 14:59 de hoje e prolonga-se até às 15:00 de quarta-feira.

As previsões indicam que estão previstas neste período para a costa portuguesa ondas de 4 a 4,5 metros.

A agitação marítima também obrigou hoje ao fecho de sete barras a toda a navegação em Portugal continental e condicionou três outras.

Estão encerradas a toda a navegação as barras de Caminha, Vila Praia de Âncora, Esposende, Póvoa do Varzim, Vila do Conde, Figueira da Foz e S. Martinho do Porto, de acordo com a informação disponível no site da Marinha.

Segundo a Marinha, estão condicionadas as barras de Viana do Castelo (a embarcações superiores a 12 metros), Douro e Aveiro (embarcações superiores a 15 metros).


Lusa

  • O tempo para hoje
    0:27

    País

    Céu geralmente muito nublado, diminuindo gradualmente de nebulosidade a partir do início da manhã. Períodos de chuva, passando gradualmente a regime de aguaceiros fracos e que serão de neve acima de 1000/1200 metros na região Norte e acima de 1400 metros na região Centro. 

  • Eis os novos heróis de Vila de Aves
    3:03
  • Desportivo das Aves fora da Liga Europa

    Desporto

    O Desportivo das Aves não vai à Liga Europa e o Sporting terá entrada direta na fase de grupos. Apesar da conquista da Taça de Portugal, a equipa avense não se licenciou em tempo útil para poder participar na prova da UEFA, apurou a SIC.

  • E agora, Sporting? Semana de decisões e incertezas
    2:53
  • "Para primeiro dia de pesca da sardinha, não foi mau"
    2:19
  • "Desfiliei-me do PS mas continuo socialista"
    1:29

    País

    José Sócrates garantiu este domingo que não atacará o PS e que continua a ser socialista. O antigo primeiro-ministro participou num almoço de apoio, em Lisboa, com cerca de 100 pessoas, a maioria anónimos.