sicnot

Perfil

País

Passes combinados da Carris, Metro e Rodoviária de Lisboa acabam em março

(Arquivo)

Os passes combinados da Carris e do Metropolitano de Lisboa (ML) com a Rodoviária de Lisboa (RL) vão deixar de ser vendidos no final de março, anunciaram esta terça-feira as empresas.

"Devido à denúncia unilateral da Rodoviária de Lisboa, no final do mês de março, deixarão de ser vendidos os seguintes passes combinados: Carris/ML/RL1 - 45,45 euros, Carris/ML/RL2 - 55,65 euros e Carris/ML/RL3 - 63,55 euros", lê-se nas notas publicadas nas páginas da internet da Carris e do Metro.

A Carris e o Metro acrescentam que, "até dia 25 de março, manter-se-ão em vigor as atuais condições".

Este anúncio surge na sequência da decisão da RL de deixar de ter títulos combinados com o passe Navegante.

Numa reunião do Conselho Metropolitano, a 18 de janeiro, o primeiro secretário da Comissão Executiva, Demétrio Alves, anunciou que a Área Metropolitana de Lisboa, enquanto Autoridade Metropolitana de Transportes, recebeu da RL a informação de que tinha comunicado ao Metropolitano de Lisboa e à Carris "que deixa de ter títulos combinados com o Navegante".

"As pessoas vão ter de passar a comprar o passe Intermodal"

O Navegante permite a mobilidade em toda a cidade de Lisboa integrando os operadores Metro, Carris e CP.

"Isto quer dizer que todas as pessoas que queiram usar num determinado percurso da AML para vir a Lisboa e depois andar no Metro e na Carris com o mesmo título, vão ter de passar a comprar o passe Intermodal. Só que o passe Intermodal é mais caro do que o combinado que existia e, portanto, isto vai ter repercussão intensa nos utentes da rede de transportes", realçou Demétrio Alves.

A Lusa questionou na altura a Rodoviária de Lisboa sobre este assunto, mas não obteve resposta.

De acordo com a página da RL na internet, a empresa opera nos concelhos de Lisboa, Loures, Odivelas e Vila Franca de Xira, servindo cerca de 400 mil habitantes e transportando 200 mil passageiros por dia.

Lusa

  • "Desisto com muita dificuldade, só abandono a liderança se houver rebelião"
    2:39

    País

    Eleito com menos de 40% dos votos, Fernando Negrão desvaloriza as críticas de alguns deputados que consideram que a nova liderança parlamentar do PSD não está legitimada. Em entrevista à SIC Notícias, disse esta quinta-feira que não há problema se houver deputados a sair porque podem sempre ser substituídos.

  • Como um tweet de Kylie Jenner levou à queda das ações do Snapchat

    Economia

    As ações da Snap Inc., empresa que gere o Snapchat, fecharam a cair 6% na bolsa de Wall Street, esta quinta-feira, depois de Kylie Jenner ter anunciado que tinha deixado de usar a aplicação. A celebridade norte-americana tem mais de 24 milhões de seguidores e é considerada uma das utilizadoras mais influentes do Snapchat.

  • Arqueólogos anunciam descoberta de selo com assinatura do profeta Isaías

    Mundo

    Arqueólogos israelitas afirmam ter descoberto a marca de um selo num pedaço de argila que exibe o que consideram ser a assinatura do profeta bíblico Isaías, a quem se atribui a autoria de um livro do Antigo Testamento e de vários excertos do Novo Testamento. O achado arqueológico agora divulgado poderá ser a primeira prova da existência do profeta Isaías até agora encontrada. A descoberta aconteceu em Jerusalém, próximo do local onde foi encontrada um outro selo com a impressão da assinatura do rei Ezequias de Judá.

  • Escolas da Portela e Moscavide degradadas e com amianto
    3:00
  • Marcelo de "alma cheia" no fim da visita a São Tomé e Príncipe
    2:43

    País

    O Presidente da República terminou esta quinta-feira no Príncipe uma visita de três dias a São Tomé. Marcelo Rebelo de Sousa prometeu o reforço da cooperação económica e anunciou a visita de António Costa antes do Verão. e lembrou os políticos portugueses de que é muito mais o que nos une, do que o que nos separa.

    Enviados SIC

  • Não dá mais, Brasil!
    18:00