sicnot

Perfil

País

Prisão preventiva para 10 detidos na Amadora por crime violento

Os dez detidos no âmbito de uma operação que a PSP e a PJ realizaram no início do mês na Amadora contra crimes violentos ficaram em prisão preventiva, revelou a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

A PGDL acrescenta que "nove dos arguidos ficaram fortemente indiciados pela prática de crimes de roubo agravado e o décimo pela prática de crimes de detenção de arma proibida e ofensa à integridade física grave".

De acordo com a PGDL, os detidos foram apresentados a primeiro interrogatório judicial no âmbito de cinco inquéritos, todos eles a correr termos na 3.ª secção da Amadora do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP).

A operação, que decorreu no passado dia 1 de fevereiro, resultou da investigação de diversos crimes de roubo a pessoas na via pública, "nomeadamente através de força física e com recurso a arma branca, assim como a utentes dos transportes públicos de caminho-de-ferro, em particular da linha de Sintra", explicou na altura a PSP.

Na altura, em comunicado, a PJ informou que, em articulação com a PSP, "deu cumprimento a 13 mandados de busca domiciliária, visando residências situadas no Bairro 6 de Maio, Casal da Mira, Bairro do Zambujal e Estrada Militar, todas no concelho da Amadora".

Além das buscas cumpridas pela PJ, a esquadra de investigação criminal da PSP da Amadora concretizou mais oito buscas, incluindo no bairro do Casal da Boba, na Amadora, e numa residência em Mira Sintra, no concelho de Sintra, segundo fonte policial.

No decurso das operações foram apreendidos telemóveis e 'tablets' obtidos nos roubos, roupas utilizadas nos assaltos e uma réplica de uma arma de guerra, supostamente utilizada em assaltos à mão armada.

A réplica era de uma espingarda automática G36, uma das armas utilizadas pelo Grupo de Operações Especiais (GOE) da PSP.
A operação envolveu 150 elementos da PSP e da Polícia Judiciária e dois magistrados do Ministério Público.

Segundo a PGDL, a investigação prossegue sob a direção do Ministério Público, com a coadjuvação da PSP e da PJ.

Lusa

  • Atrás das Câmaras em Mirandela
    2:36

    Atrás das Câmaras

    A SIC está a percorrer o pais para ouvir as historias dos municípios e dos eleitores. Até às autárquicas, o programa opinião pública dá lugar ao Atrás das Câmaras, que hoje está em Mirandela, no distrito de Bragança, como conta a repórter Catarina Lázaro.

    Hoje na SIC e SIC Notícias

  • Ambiente e direitos humanos dominam discurso de Costa na ONU
    2:03
  • "Não é possível fazer tudo ao mesmo tempo"
    0:39

    Orçamento do Estado 2018

    O deputado e economista do PS Paulo Trigo Pereira defende que o desagravamento fiscal que o Governo quer pôr em marcha é "moderado". Em entrevista ao Público e à Renascença, o socialista diz que é preciso realismo e que é uma "alquimia" mexer ao mesmo tempo nas carreiras, pensões e rendimentos dos trabalhadores.

  • Como fazer negócios no mercado dos leilões
    7:15