sicnot

Perfil

País

Prisão preventiva para 10 detidos na Amadora por crime violento

Os dez detidos no âmbito de uma operação que a PSP e a PJ realizaram no início do mês na Amadora contra crimes violentos ficaram em prisão preventiva, revelou a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

A PGDL acrescenta que "nove dos arguidos ficaram fortemente indiciados pela prática de crimes de roubo agravado e o décimo pela prática de crimes de detenção de arma proibida e ofensa à integridade física grave".

De acordo com a PGDL, os detidos foram apresentados a primeiro interrogatório judicial no âmbito de cinco inquéritos, todos eles a correr termos na 3.ª secção da Amadora do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP).

A operação, que decorreu no passado dia 1 de fevereiro, resultou da investigação de diversos crimes de roubo a pessoas na via pública, "nomeadamente através de força física e com recurso a arma branca, assim como a utentes dos transportes públicos de caminho-de-ferro, em particular da linha de Sintra", explicou na altura a PSP.

Na altura, em comunicado, a PJ informou que, em articulação com a PSP, "deu cumprimento a 13 mandados de busca domiciliária, visando residências situadas no Bairro 6 de Maio, Casal da Mira, Bairro do Zambujal e Estrada Militar, todas no concelho da Amadora".

Além das buscas cumpridas pela PJ, a esquadra de investigação criminal da PSP da Amadora concretizou mais oito buscas, incluindo no bairro do Casal da Boba, na Amadora, e numa residência em Mira Sintra, no concelho de Sintra, segundo fonte policial.

No decurso das operações foram apreendidos telemóveis e 'tablets' obtidos nos roubos, roupas utilizadas nos assaltos e uma réplica de uma arma de guerra, supostamente utilizada em assaltos à mão armada.

A réplica era de uma espingarda automática G36, uma das armas utilizadas pelo Grupo de Operações Especiais (GOE) da PSP.
A operação envolveu 150 elementos da PSP e da Polícia Judiciária e dois magistrados do Ministério Público.

Segundo a PGDL, a investigação prossegue sob a direção do Ministério Público, com a coadjuvação da PSP e da PJ.

Lusa

  • As primeiras reações à morte de Chester Bennington

    Cultura

    Chester Bennington, vocalista da banda de metal alternativo Linkin Park, morreu esta quinta-feira em casa em Palos Verdes Estates, no estado da Califórnia, nos EUA. Várias celebridades já reagiram à morte do músico de 41 anos. Segundo o TMZ, o cantor da banda norte-americana suicidou-se.

  • O perfil do novo herói do surf português
    3:43
  • O que resta do navio de salvamento mais famoso de Portugal?
    15:26
  • O. J. Simpson vai sair em liberdade condicional

    Mundo

    A antiga estrela de futebol americano O. J. Simpson vai sair em liberdade condicional, depois de ter cumprido nove anos de prisão num estabelecimento prisional do estado do Nevada, nos Estados Unidos.

  • Filho do leão Cecil também foi abatido por um caçador

    Mundo

    Xanda pode ter tido o mesmo fim que o seu pai, o leão Cecil, que em 2015 foi abatido por um caçador, no Zimbabué. Na altura, a morte de Cecil tomou proporções inéditas, chegando uma imagem do leão a ser projetada na fachada do Empire State Building. Agora, Xanda terá sido abatido a tiro por um caçador de troféus.