sicnot

Perfil

País

Quercus quer proibição da caça na Serra da Malcata

A Quercus pediu esta quarta-feira ao Governo que volte a interditar a caça na Reserva Natural da Serra da Malcata, um ano após a entrada em vigor da portaria que revogou a proibição.

Em comunicado, a Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza reforça que é "totalmente contra" a caça naquela área protegida do interior do país e considera que a portaria é "um atentado à biodiversidade e à fauna", uma vez que aquele local era um refúgio para espécies ameaçadas.

A Quercus lembra que a Reserva Natural Serra da Malcata tem uma superfície de 16.348 hectares "e o seu símbolo é o Lince-ibérico (Lynx pardinus), o felino mais ameaçado do mundo, de comportamento esquivo, que apenas subsiste na Península Ibérica".

Segundo a nota enviada à agência Lusa, além do lince, aquela zona dos concelhos de Sabugal (Guarda) e de Penamacor (Castelo Branco), alberga ainda cerca de 218 outras espécies de vertebrados.

A associação lembra que houve iniciativas políticas e de cidadãos que culminaram com a aprovação, pela Assembleia da República, de uma Resolução, em 29 de abril de 2016, "que recomenda ao Governo a proibição da caça na Reserva Natural da Serra da Malcata, assinada pelo presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues".

Em outubro de 2016, foi também entregue ao Governo uma petição com 5.486 assinaturas, para travar o regresso da caça àquela área protegida.No entanto, segundo a Quercus, o Governo "teima em ignorar" a questão, "remetendo-se ao silêncio, não havendo resposta conhecida à Resolução aprovada pela Assembleia da República, nem aos cidadãos".

A associação considera que o Governo "não se pode esconder atrás do silêncio", por isso, pede novamente "que revogue a portaria que autoriza a caça na Serra da Malcata e que se digne a informar os cidadãos e a Assembleia da República de quais são as suas intenções nesta matéria".

Lusa

  • Rúben Lima nega crimes de corrupção no processo Cashball
    6:04

    Desporto

    Rúben Lima, um dos 8 jogadores suspeitos de terem sido aliciados por intermediários ao serviço do Sporting para beneficiar o clube de Alvalade, nega todos os crimes investigados pela Polícia Judiciária. Numa entrevista exclusiva à SIC, o jogador do Moreirense garante que não conhece nenhum dos quatro arguidos detidos no âmbito do processo Cashball.

    Exclusivo SIC

  • Partido Podemos com votação inédita em Espanha
    1:32

    Mundo

    Há uma votação inédita em Espanha. O Podemos começou esta terça-feira a decidir a continuidade do líder do partido, depois de Pablo Iglesias e a companheira terem comprado uma casa de 600 mil euros.

  • Rui Rio alerta que violações do segredo de justiça ameaçam democracia
    2:16

    País

    Rui Rio diz que não pede demissões "a cada esquina" e prefere aguardar pelas respostas do ministro Adjunto Siza Vieira, sobre o alegado conflito de interesses com os acionistas chineses da EDP. O líder do PSD esteve esta terça-feira reunido com a direção nacional da Polícia Judiciária, onde defendeu que a violação do segredo de justiça é insustentável e ameaça o regime democrático.

  • Reclusos limpam Ria Formosa
    3:01

    País

    Alguns reclusos do estabelecimento prisional de Olhão estão pela segunda vez a limpar a ilha da Armona, na Ria Formosa. São homens que beneficiam de regime aberto e, em fim de cumprimento de pena, têm com este trabalho uma amostra da liberdade que tanto aguardam.

  • A maior obra de reconversão urbana em Portugal 20 anos depois
    3:47