sicnot

Perfil

País

Mais de 15% dos peões atravessam estradas distraídos com telemóvel

© Yuya Shino / Reuters

Mais de 15% dos peões em Lisboa atravessam as estradas distraídos com o telemóvel, segundo um estudo observacional da Prevenção Rodoviária Portuguesa (PRP), divulgado esta quinta-feira.

O estudo foi realizado entre os dias 10 e 23 de janeiro no concelho de Lisboa, através da observação do comportamento de 5.223 pessoas durante o atravessamento da via em passagens de peões sinalizadas e com semáforos.

As distrações observadas enquanto atravessavam a estrada incluíam peões a falar com o telemóvel na mão (5,7%), a manusear o telemóvel (texting, consulta de redes sociais ou e-mail) (4,8%) e a usar auriculares/auscultadores (5,9%).

Com a análise dos 5.223 peões observados, a Prevenção Rodoviária Portuguesa concluí que 15,6% estavam envolvidos em pelo menos uma das três atividades.

A percentagem de peões envolvidos numa das três atividades foi mais elevada entre os mais novos.

Segundo o estudo, 28,5% dos peões tinha até 30 anos, 17,3% tinha entre 30 e 60 anos e 2,7% mais de 60 anos.

As diferenças entre os dois grupos etários mais novos são explicadas pela utilização de auriculares com 15,2% no grupo dos peões até aos 30 anos e 5,6% nos peões dos 30 aos 60 anos.

Por outro lado, a observação destes comportamentos revelou também que peões tendem a usar mais os auriculares/auscultadores no início da manhã e fazem uma maior utilização do telemóvel para falar à hora de almoço e durante a tarde.

De destacar ainda as percentagens de utilização do telemóvel ou de auriculares nas passadeiras com semáforos, que foram iguais tanto com sinal verde como com sinal vermelho para peões.

De acordo com a Prevenção Rodoviária Portuguesa, Lisboa parece acompanhar a tendência europeia de acordo com um estudo realizado pela DEKRA Accident Research (2016) em seis capitais europeias sobre a utilização do telemóvel por parte de cerca de 14.000 peões, aquando do atravessamento da via.

Relacionando os dois estudos, PRP e Dekra, Estocolmo surge como a capital europeia com o maior índice de utilização do telemóvel por parte dos peões (23,55%), logo seguido por Lisboa com 15,6%.

Berlim (14,9%), Paris (14,53%) e Bruxelas (14,12%) apresentam resultados muito similares e, por último, Roma (10,2%) e Amesterdão com o índice mais baixo (8,2%).

Os dados da sinistralidade no concelho de Lisboa mostram que entre 2010 a 2015 mais de metade (54%) das vítimas mortais de acidentes rodoviários eram peões.

Para José Miguel Trigoso, presidente da Prevenção Rodoviária Portuguesa, os peões distraídos com estes equipamentos colocam-se em maior risco de se verem envolvidos num acidente, tal como acontece com os condutores.

Vários estudos internacionais, acrescenta, mostram que as pessoas que andam enquanto falam ao telemóvel se tornam mais imprevisíveis e apresentam comportamentos de risco.

Tendo em conta que a distração é um dos fatores que contribui para o aumento quantitativo do risco de acidente, tanto nos peões como nos condutores, José Miguel Trigoso defende que "importa perceber a influência quantitativa que a utilização do telemóvel por parte dos peões tem na sinistralidade rodoviária, pelo que se torna necessário o desenvolvimento de estudos nesta matéria".

Lusa

  • "Há uma grande diferença em relação à anterior liderança do PSD"
    14:29

    País

    O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, esteve esta quarta-feira na Edição da Noite da SIC Notícias. As novas relações com o PSD e a reprogramação do Portugal 2020 foram alguns dos temas de conversa. Pedro Marques defende que existe "uma grande diferença" entre as lideranças de Passos Coelho e Rui Rio no PSD.

    Entrevista SIC Notícias

  • Dia de homenagens e muito futebol para Marcelo em São Tomé
    3:01

    País

    No segundo dia da visita de Estado a São Tomé e Príncipe, o Presidente da República prestou homenagem às vítimas do massacre de Batepá, em 1953. Marcelo Rebelo de Sousa não pediu desculpa pela história, mas lembrou que é preciso assumir as coisas menos boas do passado. O dia terminou com o Presidente a mostrar que ainda está em forma.

    Enviados SIC

  • Patinadora enfrenta "pesadelo" nos Olímpicos

    Desporto

    A patinadora Gabriella Papadakis enfrentou na segunda-feira um dos "piores pesadelos" da sua vida, durante a estreia nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pyeongchang, na Coreia do Sul. Durante a apresentação, a parte de cima do vestido da francesa saiu do lugar e revelou parte do seu seio. Mas este não foi o único caso de incidentes com figurinos. Também a sul-coreana Yura Min quase ficou despida durante a sua apresentação.

    SIC

  • Casal mantinha filhos trancados sem comida

    Mundo

    Se pensava que só existia uma casa dos horrores, a da família Turpin, desengane-se. A polícia de Tucson, no estado norte-americano do Arizona, deteve na terça-feira um casal que mantinha os quatro filhos adotivos trancados em quartos separados.

    SIC

  • Pigcasso, a porca pintora que tem uma galeria de arte

    Mundo

    O nome sugere o talento da artista que vive na Cidade do Cabo, na África do Sul. Pigcasso estava prestes a morrer, quando foi resgatada por uma ativista que a ajudou a enveredar pelo caminho da pintura. Desde pequena começou a pegar em pincéis e agora é o primeiro animal do mundo com uma galeria de arte, onde já lançou a sua primeira exposição intitulada 'Oink!'.