sicnot

Perfil

País

Queda de neve obriga ao corte de algumas estradas

MANUEL TELES/Lusa

A queda de neve obrigou esta sexta-feira ao corte e ao condicionamento de algumas estradas nos distritos de Castelo Branco, Guarda e Coimbra, entre elas a A 23, informou a GNR.

"A partir do final da tarde, começaram a fazer-se cortes parciais ou totais" de algumas estradas municipais e nacionais, disse a mesma fonte.
Segundo a GNR, em Seia, a Estrada Nacional 231 está parcialmente cortada devido à neve desde as 19:30, bem como a 339.

A A23 também está parcialmente cortada entre o quilómetro 154 e 155 desde as 21:30, disse.

A estrada municipal 545, na zona da Pampilhosa da Serra, está cortada devido à neve, referiu, salientando que o acesso à Serra da Estrela também está cortado.

A GNR sublinhou que todas as estradas cortadas têm alternativas.

Todos os distritos do norte do país, à exceção de Aveiro, estão hoje com 'Aviso Amarelo' (o terceiro de uma escala de quatro) por causa de neve e a costa portuguesa por causa da agitação marítima, segundo as previsões meteorológicas.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), o 'Aviso Amarelo' por causa da queda de neve vai prolongar-se nalguns casos até ao final do dia de hoje (Bragança, Viana do Castelo, Braga, Porto e Coimbra) e noutros estende-se até às 09:00 de sábado (Vila Real, Viseu, Guarda e Castelo Branco), com previsão de queda de neve a partir dos 800/1.000 metros de altitude.

Lusa

  • Morreu o companheiro de Nelson Mandela

    Mundo

    Ahmed Kathrada, activista e ícone sul-africano que lutou ao lado de Mandela contra o "apartheid" morreu hoje aos 87 anos, informou a fundação de caridade Kathrada.

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23
  • Vidas Suspensas: Delfim 353
    29:30
  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32

    País

    Há cada vez mais homens e idosos a pedirem ajuda à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. Segundo o relatório anual da APAV conhecido esta segunda-feira, foram identificadas quase 10 mil vítimas de violência no ano passado. Cerca de 80% são mulheres casadas e com cerca de 50 anos.