sicnot

Perfil

País

Governo português condena lançamento de míssil balístico pela Coreia do Norte

O Governo português condenou hoje o lançamento de um míssil balístico realizado domingo pela Coreia do Norte, ato que classificou como comprometedor da segurança regional e internacional.

Num comunicado, o Governo português considera, designadamente, que o lançamento do míssil balístico "constitui mais uma flagrante violação das obrigações decorrentes de várias resoluções do Conselho de Segurança da ONU e compromete a segurança regional e internacional".

"Reiterando o seu empenho no cumprimento das sanções unanimemente impostas" pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas, o Governo português "exorta a Coreia do Norte a retomar um diálogo sério com a comunidade internacional no sentido de um abandono irreversível e verificável do seu programa nuclear, que ameaça de forma evidente a paz e a estabilidade internacionais".

O Conselho de Segurança das Nações Unidas terá ainda hoje uma reunião de emergência relacionada com o anúncio do lançamento de um míssil balístico.

A reunião deverá ocorrer pelas 17:00 locais (22:00 em Lisboa), na sequência de um pedido pelos Estados Unidos, o Japão e a Coreia do Sul.

A Coreia do Norte está proibida, por resoluções da ONU, de realizar lançamentos de mísseis balísticos ou testes de armas nucleares.

Lusa


  • Troika nem sempre protegeu os mais vulneráveis, conclui avaliação do FMI

    Economia

    O organismo de avaliação independente do FMI concluiu que as medidas aplicadas pela troika em Portugal nem sempre protegeram as pessoas com menos rendimentos, apontando que a primeira preocupação do Fundo era a redução dos défices, apurou o gabinete independente de avaliação do Fundo Monetário Internacional (FMI),