sicnot

Perfil

País

Marcelo homenageia "bravura" de bombeiros portugueses no combate aos piores fogos do Chile 

Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

NUNO FOX

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, louvou hoje os bombeiros portugueses que combateram no Chile, durante duas semanas, nos piores incêndios registados naquele país sul-americano, destacando a sua "bravura" por honrarem o nome de Portugal.

"Em nome de todas as portuguesas e de todos os portugueses, quer o Presidente da República agradecer-vos como orgulhosamente honrastes o nome de Portugal", afirmou o chefe de Estado, na sala das Bicas do Palácio de Belém, perante os 52 elementos da Força Especial de Bombeiros (FEB), que regressaram hoje do Chile.

O Chefe de Estado manifestou "muito agrado e particular emoção", lembrando que "Portugal respondeu prontamente, em apenas 12 horas, ao pedido de assistência internacional à pior vaga de incêndios dos últimos anos no Chile".

Marcelo Rebelo de Sousa descreveu a breve cerimónia como "um gesto simbólico de homenagem pela bravura que a FEB demonstrou no combate ao incêndio de Las Maquinas, felizmente sem vítimas", elogiando o "profundo gesto de solidariedade", numa "missão difícil", na qual se "agiu com coragem e determinação, conseguindo extinguir mais de 12 quilómetros de perímetro de incêndio ativo".

A FEB integrou a força da União Europeia que, desde 27 de janeiro combateu os fogos, dando resposta a um pedido de assistência internacional apresentado pelas autoridades chilenas no quadro do Mecanismo de Proteção Civil da União Europeia.

O adjunto de operações nacional da Proteção Civil, Miguel Cruz, fez um breve resumo da missão antes da intervenção do Chefe de Estado e ofereceu a Marcelo Rebelo de Sousa uma bandeira chilena assinada por todos os elementos que estiveram no terreno.

Igualmente presentes na cerimónia estiveram o secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, o embaixador do Chile em Lisboa, German Guerrero, e o presidente da Autoridade Nacional de Proteção Civil, Joaquim Leitão.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51