sicnot

Perfil

País

Furtos aumentaram nas Avenidas Novas, em Lisboa, com fecho da esquadra

© Benoit Tessier / Reuters

O presidente da Junta de Freguesia das Avenidas Novas, em Lisboa, disse hoje que os roubos e os furtos aumentaram com o encerramento da única esquadra da freguesia, tendo também deixado de existir policiamento de proximidade.

A única esquadra da Polícia de Segurança Pública na freguesia das Avenidas Novas, localizada na Praça de Espanha, encerrou a 25 de dezembro de 2016 e foi deslocalizada para as instalações da quinta divisão policial, localizada na freguesia da Penha de França.

Aproveitando a vigília de protesto da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP/PSP), junto à quinta divisão policial de Lisboa, o presidente da Junta da Freguesia das Avenidas Novas, Daniel Gonçalves (PSD), contestou o encerramento da esquadra da Praça de Espanha e lamentou que tenha sido transferida para outra freguesia.

Segundo Daniel Gonçalves, os polícias chegam a demorar cerca de 30 minutos à freguesia das Avenidas Novas quando são chamados."A freguesia das Avenidas Novas é enorme, tem uma densidade populacional de mais de 23.000 pessoas, diariamente passam por ali mais de 300.000 e tem um património riquíssimo, mas não tem uma polícia de proximidade, não tem uma esquadra, não tem nada", disse à agência Lusa o presidente da Junta de Freguesia, dando conta que "infelizmente", desde o dia 25 de dezembro de 2016, que os roubos e os furtos passaram "a ser cada vez maiores".

Daniel Gonçalves disse também que os polícias deixaram de fazer patrulhamento na freguesia desde o encerramento da esquadra, exigindo, por isso, um policiamento de proximidade que contacte com os comerciantes e apoie a população envelhecida desta zona de Lisboa.

O autarca adiantou que, nem o Ministério da Administração Interna, nem a Câmara Municipal de Lisboa, informaram a Junta de Freguesia sobre o encerramento esquadra.

Segundo Daniel Gonçalves, a Junta de Freguesia apenas sabia que a esquadra ia fechar porque os terrenos tinham sido vendidos, mas tinha recebido garantias da Câmara Municipal de Lisboa de que iam para o edifício em frente.

A Junta de Freguesia já lançou uma petição para levar o assunto a discussão na Assembleia da República e realiza hoje uma assembleia extraordinária com a presença do vereador da Segurança da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Manuel Castro, e do comandante do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, superintendente Jorge Maurício.

Lusa

  • Sessão solene no Parlamento e desfile popular nas celebrações do 25 de Abril

    País

    Os 43 anos da Revolução dos Cravos são hoje comemorados com a sessão solene no Parlamento e o tradicional desfile popular, tendo o Presidente da República escolhido o 25 de Abril para condecorar, a título póstumo, Francisco Sá Carneiro. A SIC Notícias acompanha esta manhã a sessão solene na Assembleia da República. Veja aqui em direto.

  • Desconhecem-se as causas do incêndio na fábrica da Tratolixo
    0:43

    País

    Os moradores de Trajouce, em São Domingos de Rana, não ganharam para o susto com um incêndio nas instalações da empresa de resíduos Tratolixo.O alerta foi dado por populares e trabalhadores da empresa. O vento foi o maior problema dos bombeiros no combate às chamas durante a noite. No local estiveram 133 homens, apoiados por 51 viaturas.Desconhecem-se para já as causas do incêndio. O incêndio foi circunscrito de madrugada, mas pode demorar algumas horas a ser dominado.

  • ASAE encerra em média um restaurante por dia
    1:33
  • Duas execução no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.